Ambiente

Época balnear nas praias da cidade foi prolongada até dia 13 de setembro

A afluência às praias da cidade, aliada ao cumprimento das medidas preventivas de combate ao novo coronavírus e, mais ainda, à previsão de bom tempo para os próximos dias, resultou no prolongamento da época balnear no Porto até ao próximo dia 13 de setembro. A decisão foi anunciada pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

A resolução do organismo que supervisiona as praias costeiras do país foi concertada com o Município do Porto e também com mais oito câmaras municipais da Região Norte, onde aquela conjugação de três fatores determinou igualmente a dilatação do prazo da época balnear, que ter-se-ia dado por concluída neste domingo, dia 30 de agosto, conforme o calendário estipulado.

No ano em que pela primeira vez a cidade do Porto atingiu o pleno, ao ver hastear a Bandeira Azul em todas as suas nove praias (Pastoras, Carneiro, Ourigo, Ingleses, Luz, Gondarém, Molhe, Homem do Leme e Castelo do Queijo), fica assim assegurada a vigilância das águas balneares costeiras por mais duas semanas, para maior segurança dos veraneantes.

De acordo com o comunicado lançado pela Agência Portuguesa do Ambiente, pendeu para este desfecho a expectativa de que "a população continue a acorrer às praias do Norte, pelo menos durante a primeira quinzena de setembro", além do sucesso das medidas de prevenção, que demonstraram o seu mérito tanto pelo lado das autarquias que as implementaram, como da parte dos banhistas, que têm correspondido com o cumprimento das regras instituídas, entre elas o distanciamento social no areal.

Além da APA e dos municípios envolvidos (Porto, Caminha, Esposende, Matosinhos, Póvoa de Varzim, Vila Nova de Gaia, Viana do Castelo e Vila do Conde), tomaram parte nesta decisão a Autoridade Marítima e os concessionários.

Relembre-se que a fixação do período da época balnear a Norte foi realizada num período de incerteza relativamente à evolução da epidemia por COVID-19, o que motivou o seu encurtamento, comparativamente aos anos anteriores.

Neste verão, a época balnear inicialmente fixada para as praias costeiras compreendia o período entre 27 de junho e 30 de agosto.