Economia

Empresa de biotecnologia do Porto lidera investigação para descobrir anticorpos contra a COVID-19

Filipa Brito

A FairJourney Biologics, empresa do Porto líder mundial na descoberta de anticorpos, está na linha da frente na investigação para a identificação de anticorpos eficazes no tratamento de pacientes com COVID-19, em parceria com a Iontas, outro laboratório de referência em biotecnologia de Cambridge (Reino Unido).

Reunir esforços e tecnologia complementares para permitir uma identificação mais rápida de anticorpos, com maior grau de probabilidade de desenvolvimento e de sucesso na criação de imunidade, é o objetivo desta parceria internacional, que coloca o laboratório de biotecnologia do Porto na linha da frente no combate ao SARS-CoV-2.

Mais concretamente, a colaboração visa aproveitar a profunda experiência técnica da FairJourney na criação de bibliotecas de anticorpos (Phage Display), que a posiciona num lugar de referência a nível global nesta matéria, com a tecnologia de última geração desenvolvida pela Iontas (Mammalian Display).

Para a investigação, conta ainda a intervenção do Instituto de Medicina Molecular de Portugal, que vai fornecer o RNA (ácido ribonucleico) de pacientes em recuperação, elemento-chave para aferir os genes de anticorpos, permitindo rapidamente identificar quais os que cumprem a função de criar imunidade.

Com estes dados, os dois laboratórios de biotecnologia, que em situações normais poderiam ser apontados como concorrentes, vão conseguir isolar os anticorpos neutralizantes do SARS-CoV-2. "O pacote de tecnologia facilitará a identificação do anticorpo correto sem a necessidade de otimização adicional, reduzindo assim o risco de atrasos durante o desenvolvimento e a subsequente escala até à fabricação", refere a FairJourney Biologics em comunicado.

"No atual contexto de pandemia, com a nossa experiência em explorar as mais de 1.400 bibliotecas imunológicas desenvolvidas na FairJourney, sentimo-nos compelidos a participar na investigação para descobrir os anticorpos de combate à COVID-19. Neste ambiente desafiador, temos orgulho de nos associarmos ao John e à sua equipa para unir esforços por um objetivo comum", afirma Maria Pajuelo, diretora científica da FairJourney.

"Estamos muito satisfeitos por termos formado esta parceria com a FairJourney. Coletivamente, consideramos importante aplicar os melhores recursos na identificação de tratamentos contra o COVID-19. Acreditamos que usando um amplo catálogo de bibliotecas de anticorpos podemos chegar a terapêuticas válidas que progridam para a produção e, finalmente, para aplicação nos pacientes, num curto espaço de tempo", declara John McCafferty, CEO da Iontas.

Nos últimos dias, esta joint venture (aliança) tem sido alvo de várias notícias publicadas em sites de referência para o mundo científico, como é o caso deste artigo, no conceituado online BioProcess International.

Fundada em 2012, no Porto, a FairJourney Biologics é um laboratório que está na linha da frente na descoberta de anticorpos, reunindo uma vasta equipa de investigadores e cientistas, muitos deles formados na Academia do Porto. Em franco crescimento, a empresa, que ainda ocupa a Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, vai instalar-se nos próximos tempos na zona industrial, onde está em obras o novo laboratório.