Cultura

Conversas entre arte e arquitetura tentam hoje encontrar novas perspetivas

O arquiteto Carrilho da Graça, o artista plástico Julião Sarmento e o cineasta Joaquim Sapinho encontram-se hoje, em Serralves, no âmbito do ciclo "Novas perspetivas" que estabelece conversas entre arte e arquitetura.

Os três convidados vão partir da ideia de contaminação (entre diferentes disciplinas), de como a mão pensa (no desenho, no gesto), do mistério que é criar, numa sessão moderada pela jornalista Anabela Mota Ribeiro e que decorre entre as 18,30 e as 20 horas, no Auditório de Serralves, tendo a entrada um custo de 3 euros.

O ciclo "Novas perspetivas" foi desenvolvido pelo Museu de Arte Contemporânea de Serralves e centra-se na relação entre arte e arquitetura, juntando proeminentes arquitetos, artistas, filósofos, escritores e curadores de Portugal e de várias partes do mundo.  

"Conversas entre arte e arquitetura" tem curadoria de Anabela Mota Ribeiro em colaboração com Suzanne Cotter e Carles Muro, do Museu de Serralves.