Cultura

Conferências ThinkTank#2 vão pensar propostas de intervenção na zona oriental

Miguel Nogueira

Partilhar e pensar coletivamente estratégias e táticas para intervir em territórios e espaços pós-industriais, tendo por objeto a encosta do Porto Oriental na zona do Freixo, é o mote das conferências The Oblique Think Tank#2 (TOTT#2), que vão decorrer a partir da próxima quinta-feira no Ateneu Comercial do Porto.

O encontro reúne um grupo amplo de autores e investigadores com trabalho realizado sobre aquela zona (académicos, artistas, arquitetos, paisagistas, historiadores, arqueólogos, geógrafos, curadores, ativistas e outros agentes culturais), mas abre-se também ao público através de inscrição/carta de motivação (em plataforma online).

Inseridas no programa XXAteneuXXI e com apoio municipal através do Criatório e ainda da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, as conferências têm por tema "Heritage, Rubbish, Fetish? Curating Territorial Conundrums" e constituem a segunda parte do The Oblique Think Tank (TOTT), um encontro cultural, cívico e de investigação enquadrado no cluster "Curating the Contemporary: on Architectures, Territories and Networks" (FCSH/NOVA de Lisboa), coordenado por Inês Moreira.

Ao longo de três tardes, as TOTT#2 vão levantar diversas questões: Como cuidar e intervir neste emaranhado territorial? Falamos de património, de remanescente ou de excedente a eliminar? Quem o habita, o imagina e sobre ele especula? Conhecemos a potência dos novos projetos, deixamo-nos seduzir pela nostalgia? Será esta transgénica natureza-cultura uma nova vida da encosta? Que limites, propriedades/proprietários, apropriações e usos? O que desejamos em 2022?

O programa está dividido em três sessões, três temas e três modalidades de encontro:

- quinta-feira, dia 13 - conferência "Pesquisa e curadoria de territórios abandonados" (seguida da apresentação de cinco novos fascículos da Editora Pierrot Le Fou)

- sexta-feira, dia 14 - short talk "Fragmentos espaciais e materiais do Freixo", com debate final

- sábado, dia 15, workshop "Mapeamento coletivo do Freixo".

Mais informações, AQUI.