Sociedade

Clérigos vencem prémio "Europa Nostra 2017"

A
recuperação dos Clérigos e um mestrado sobre Monumentos e Construções Histórias
da Universidade do Minho são os dois projetos portugueses vencedores dos
Prémios Europa Nostra 2017. Instituídos pela União Europeia, estes galardões reconhecem
intervenções e contributos exemplares para a salvaguarda do Património
Cultural.


O
conjunto arquitetónico de Nicolau Nasoni, do séc. XVIII, venceu na categoria
Conservação graças ao seu "restauro abrangente" realizado ao longo de dois
anos. As obras, recorde-se, ficaram concluídas em dezembro de 2014.


De
acordo com o júri da Europa Nostra, a
abordagem
interdisciplinar aplicada ao projeto "recuperou de modo notável este importante
marco do centro histórico do Porto, Património Mundial da UNESCO, para as
presentes e futuras gerações". A equipa responsável pela intervenção, reforça
ainda, "conseguiu um equilíbrio entre a investigação e as técnicas de restauro
tradicionais de alta qualidade", um processo notoriamente "complexo" mas
bem-sucedido.


A par da
recuperação da igreja, do edifício central e da torre, o projeto dos Clérigos permitiu
a abertura ao público de espaços inacessíveis há 250 anos e o acesso à Coleção
Christus. Graças a esta intervenção, reconhece a Europa Nostra, registou-se uma
oferta e animação culturais que contaminam positivamente toda a área envolvente.
O júri reconheceu, aliás, a "recuperação social deste edifício histórico" (no
que deve ser considerada também a programação ativa dinamizada pela Irmandade
dos Clérigos) realçando a abertura da capela para serviços religiosos e
culturais e a acessibilidade de 87% do edifício a pessoas com mobilidade reduzida.


 


Os "Europa
Nostra 2017" - que serão entregues no dia 15 de maio na Finlândia - integram o
Prémio do Público, para o qual está a decorrer a

votação online.


Refira-se
que já antes os Clérigos conquistaram o Prémio "Villalva", da Fundação Calouste
Gulbenkian, para a melhor intervenção de restauro e de reabilitação do
património cultural, uma menção honrosa no Prémio IHRU para a melhor
intervenção de restauro de uso impacto social e o "Travelers" Choice
2016' do sítio online "TripAdvisor".