Mobilidade

Ciclovia da Av. da Boavista vai ser prolongada até Antunes Guimarães

Filipa Brito

Vai ter início a primeira fase de intervenção na ciclovia da Avenida da Boavista, que visa o seu prolongamento até à Avenida do Dr. Antunes Guimarães. Esta empreitada integra-se no objetivo de expansão da Rede Municipal para Bicicletas e outros Modos Suaves de Transporte, definido pelo Município.

A meta da Câmara do Porto passa por acrescentar, até ao final de 2020, cerca de 35 quilómetros de percursos cicláveis à rede já existente, elevando o total a aproximadamente 54 quilómetros.

A obra de ligação da ciclovia da Avenida da Boavista à Avenida do Dr. Antunes Guimarães prevê a aplicação de um pavimento composto por misturas betuminosas, com uma elevada concentração de material reciclado, contribuindo assim para uma crescente consciencialização da importância da reciclagem dos resíduos de construção.

Esta intervenção surge na sequência de um diagnóstico às ciclovias existentes em termos de traçado, sinalização e estado de conservação.

O plano para a materialização da Rede Municipal para Bicicletas e outros Modos Suaves de Transporte prevê a criação de dois percursos nascente-poente e três percursos norte-sul, cobrindo uniformemente o território municipal e unindo os principais pontos de interesse do Município.

A concretização da Rede Municipal para Bicicletas e outros Modos Suaves de Transporte reflete uma estratégia da Câmara do Porto que visa o resgate do espaço público através da melhoria dos níveis de serviço das diferentes artérias e de uma redistribuição do espaço existente na via pública. Nesse sentido, para além da ampliação da rede de ciclovias, foi alargada a área de teste à circulação de bicicletas nos corredores BUS após o balanço positivo do projeto piloto realizado na Rua de Costa Cabral.