Política

Câmara elogia decisão do Governo em candidatar cidade do Porto à EMA

  • Notícia

    Notícia

#mno_camara_reuniao_executivo.jpg

A decisão do Governo em nomear o Porto como a cidade portuguesa a
candidatar à recolocação da Agência Europeia do Medicamento (EMA) foi hoje
enaltecida em reunião do Executivo por vereadores de diferentes partidos e pelo
independente Rui Moreira, que antes do início dos trabalhos distribuiu a carta
que enviou ao primeiro-ministro no passado dia 13, logo após o anúncio da opção de candidatura.


Na missiva, o presidente do Município elogia António Costa por uma
decisão política que "contrasta com uma lógica centralista que tem presidido às
decisões dos sucessivos governos, e que é, pelo menos em parte, responsável
pelo atraso estrutural de Portugal".


Trata-se de um "importante precedente", escreveu o autarca, que quis também agradecer ao primeiro-ministro e ao Governo, "e em particular ao senhor ministro da Saúde, o facto de, já
depois de ter sido tomada uma decisão - que aliás merecera o reconhecimento unânime
do Parlamento [a nomeação de Lisboa] - terem acolhido os nossos argumentos por
mim invocados e reaberto o processo de candidatura. Independentemente da
escolha final, bastaria este ato para merecer o aplauso do presidente da Câmara
do Porto".


A candidatura portuguesa à EMA, que será apresentada nos próximos
dias, foi abordada na sessão camarária por Amorim Pereira, vereador eleito pelo
PSD, que sublinhou a "vitória do Porto, mas também da liderança do Porto". "São
estes momentos que nos fazem ter orgulho de fazer parte desta vereação", realçou.


Também
o socialista Manuel Pizarro sublinhou que o Governo se comportou "de forma
muito digna. Numa democracia evoluída, quando se toma uma decisão com base em
argumentos incompletos, é normal voltar atrás. O Governo sai engrandecido desta
decisão", frisou.


Por seu turno, Pedro Carvalho, da CDU, apelou à preparação de uma
"candidatura vencedora", notando que "o envolvimento das forças vivas da cidade
vai ser fundamental".


Rui Moreira aproveitou para enaltecer o bom trabalho feito pelos
representantes do Porto na Comissão Nacional de Candidatura à EMA. Voltou a mostrar-se convicto de esta ser uma candidatura bem fundamentada. Agora terá de haver "trabalho diplomático", completou, revelando "muita
confiança" no empenho do primeiro-ministro e do Presidente da República.


A decisão sobre a cidade que acolherá a Agência do
Medicamento, que terá de sair do Reino Unido no âmbito do Brexit, deverá ser
conhecida "lá para novembro", disse ainda o autarca.