Sociedade

Blind Zero comemoram 25 de Abril com versão inédita de "We Shall Overcome"

A banda do Porto, que comemora 25 anos, encontrou uma forma de celebrar o 25 de Abril respeitado o dever de confinamento e deliciando-nos com uma versão extraordinária (feita em casa) de uma canção de protesto histórica.

Os Blind Zero celebram o 25 de Abril com uma versão de "We Shall Overcome", uma canção colectiva, já no domínio público, que terá sido cantada pela primeira vez na década de 40 pelos trabalhadores do tabaco nos Estados Unidos, sobretudo mulheres e afro-americanos, como forma de protesto pelas más condições de trabalho. Este tema tornou-se num dos principais hinos dos movimentos civis de luta pelos direitos nos EUA, na entrada da década de 60, e já foi cantada por Pete Seeger, Joan Baez ou Bruce Springsteen, entre muitos outros.

"Escolhemos esta canção para celebrar este 25 de Abril por ser uma bandeira da luta pela liberdade, pelos direitos, pela igualdade e pelo valores que devemos ter sempre presentes, ainda mais quando atravessamos tempos tão difíceis e estranhos", explica Miguel Guedes. O vocalista dos Blind Zero, que completaram 25 anos de carreira, refere ainda como foi ensaiar e gravar esta música neste momento de confinamento que vivemos devido ao Covid-19: "Foi a primeira vez que trabalhamos desta forma, cada um em sua casa. Um processo que trouxe algumas dificuldades, uma exigência diferente. Aproximou-nos na procura de outros dias. Dias em que possamos voltar a estar juntos e a fazer as coisas feitas de novo. O que seguir virá, seria bom aparecesse com o melhor que atrás ficou e com um reset à máquina."

Esta versão surge após o desafio lançado pela agência os Blind Zero, Bairro da Música, que criou o evento "Abril no Bairro" para celebrar o 25 de Abril com os seus artistas. Ontem, 24, e hoje, 25, oito artistas apresentam oito canções que representam, para si, a liberdade. A estreia dos temas acontece na página de Facebook de cada artista e assim foi, ontem à noite, na dos Blind Zero. Mas também de Rui David, Vicente Palma e Pedro Moutinho. Hoje, a partir das 21h30, é a vez de Joana Alegre, Zeca Medeiros, The Happy Mess e Jorge Palma.

A música e o vídeo que a acompanha podem ser vistos no youtube da banda portuense.