Sociedade

BE defende que a coleção Miró fique no Porto após reunião com Rui Moreira

O Bloco de Esquerda defendeu hoje que as obras de Juan Miró atualmente na posse do Estado fiquem em permanência no Porto. "Há uma disputa sobre o destino dos Mirós e nós entendemos que a manutenção dos Mirós no Porto é uma boa solução. Queremos contribuir para que o desfecho desse debate, nomeadamente junto do Governo, seja a manutenção dos Mirós no Porto e a possibilidade de ficarem expostos em permanência num espaço da cidade", afirmou o deputado José Soeiro.

A informação foi transmitida aos jornalistas e citada em diversos órgãos de informação, depois de uma comitiva do BE ter sido recebida a seu pedido na Câmara do Porto por Rui Moreira, que, em julho revelou estar a conversar com o Governo para avaliar potenciais espaços para acolher a coleção do artista. De acordo com José Soeiro, a discussão "ainda está a ser feita" e "há várias hipóteses em cima da mesa".

O deputado não revelou detalhes, referindo apenas "vários espaços vazios na cidade ou vários espaços municipais que não estão devidamente aproveitados".