Cultura

A cidade "revive" amanhã uma festa real do século XIV

Sabe como o Porto se preparou para o casamento de D. João I e D. Filipa de Lencastre? O ciclo municipal de Percursos Culturais ajuda, nesta sexta-feira, a reviver o que foi um dos mais marcantes momentos para a cidade. 

O Porto foi várias vezes escolhido para celebrar e festejar momentos significativos da História do país. A primeira grande celebração foi uma festa nacional e coletiva que aconteceu em 1387: o casamento do Rei D. João I com D. Filipa de Lencastre, que a toponímia da cidade assinala atualmente com a Avenida dos Aliados a estabelecer a ligação entre as duas praças com o nome do rei e da rainha.

O enlace dos pais da Ínclita Geração, como chamaria Luís de Camões aos príncipes nascidos deste matrimónio real, é recordado a partir das 14,30 horas de sexta-feira e tem como local de partida o mais simbólico da cidade, que era na época a única propriedade real na urbe episcopal: a então Alfândega Régia. É dali, da atual Casa do Infante e onde viria a nascer D. Henrique - O Navegador, que este percurso cultural parte para lembrar a forma como a cidade se preparou e festejou este casamento, em fevereiro de 1387, sendo percorridos os caminhos onde a festa mais se fez sentir.

Sob condução do técnico municipal Rui Alves, esta sessão constitui uma autêntica aula de História assente na crónica de Fernão Lopes. Pode fazer o "trabalho de casa" consultando estes apontamentos jornalísticos.

A participação no Percurso Cultural tem um custo de 3 euros e o bilhete pode ser adquirido online.

Mais informações através do email percursos.culturais@cm-porto.pt ou do telefone 223 393 480.