Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Selecionador de Andebol e antigo estudante da UP leva Portugal à melhor classificação de sempre
03-02-2020

Paulo Pereira, selecionador de Andebol e antigo estudante da FADEUP conseguiu a melhor classificação de sempre da seleção portuguesa de andebol, ao conduzir os atletas portugueses ao 6.º lugar no Campeonato Europeu de Andebol.


Paulo Pereira venceu o Prémio Mérito Excelência da Gala do Desporto da U.Porto 2019 e ainda foi eleito o melhor treinador do Ano na 24.ª Gala da Confederação do Desporto de Portugal.

"[O prémio] resulta do trabalho de muita gente (?) staff, atletas, clubes que trabalham bem para depois que esse reconhecimento seja feito", revelou o selecionador à Notícias U.Porto.

Paulo Pereira ingressou na Universidade do Porto em 1986, como estudante na Faculdade de Desporto. Interrompeu os estudos por um período de três anos para integrar o serviço militar. Regressou em 1990 e terminou o curso em 1995. "Depois chegou uma altura em que tive que decidir, e deixei de jogar aos 27, 28 anos, deixei essa a atividade a e comecei a dar aulas", relembra o treinador.

Mais tarde, já professor de Educação Física pediu uma licença sem vencimento de curta duração, que não lhe foi concedida, pelo que arriscou e "há cerca de 15 anos, que é profissional de andebol" afirma Paulo Pereira.

Além de Portugal, onde foi campeão nacional pelo FC Porto, o seu percurso profissional inclui passagens pela Tunísia e Angola; sendo que Paulo Pereira viria a assumir o comando da Seleção em outubro de 2016.

Três anos volvidos chega o reconhecimento com a melhor classificação de sempre da seleção das Quinas em andebol, que conseguiu o 6.º lugar no Campeonato Europeu de Andebol. Com a classificação no EURO 2020, Portugal alcançou a presença no Torneio Pré-Olímpico, que será disputado em França, no qual sairão apurados para os Jogos Olímpicos de Tóquio, os dois primeiros classificados do grupo.

O primeiro jogo será a 17 de abril frente à Tunísia, vice-campeã de África, e, no dia seguinte, defronta a Croácia, vice-campeã da Europa, seguindo-se o último jogo do grupo com a França.

Paulo também teve de conciliar o curso e o desporto, mas acredita que "é possível, mas com muita organização e prioridades".