Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Investigador da FCUP desvenda o "elo perdido" entre os continentes Laurásia e Gondwana
09-03-2020

Pedro Correia, paleontólogo e naturalista do Instituto das Ciências da Terra (ICT) e antigo estudante da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP), publicou recentemente um estudo no prestigiado jornal Scientific Reports (Nature Research), em que revela novos detalhes sobre o supercontinente Pangeia que deu origem à Terra tal qual hoje a conhecemos.


Este estudo é o resultado de 10 anos de investigação, realizado em colaboração com Brendan Murphy, professor da Universidade St. Francis Xavier, na Nova Escócia (Canadá), e mostra o "elo perdido" entre os continentes Laurásia (América do Norte) e Gondwana (território que englobava a Península Ibérica) durante a fusão final da Pangeia e permite confirmar qual era a configuração deste supercontinente quando se começou a decompor há 200 milhões de anos.

"O nosso estudo documenta as primeiras evidências paleobotânicas, biostratigráficas, paleoambientais e paleoclimáticas de uma ligação geográfica entre os Apalaches na costa leste dos Estados Unidos e a Ibéria que ocorreu no Pennsylvánico Superior, há cerca de 307-299 milhões de anos", elucida Pedro Correia.

Saliente-se que Pedro Correia foi recentemente notícia na edição portuguesa da National Geographic pela descoberta, em conjunto com a sua equipa, de uma nova espécie de planta fóssil nos afloramentos carboníferos de São Pedro da Cova, que foi denominada de Annularia noronhai, em homenagem ao geólogo e antigo docente da FCUP Fernando Noronha.