Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

FEUP desenvolve instrumento para o maior telescópio do mundo
08-06-2020
Cientistas da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) e da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (Ciências ULisboa), membros do CENTRA - Centro de Astrofísica e Gravitação, integram a equipa que está a participar no desenvolvimento do METIS (Mid-infrared ELT Imager and Spectrograph), um poderoso instrumento que vai equipar o maior telescópio do mundo - o Extremely Large Telescope (ELT), em construção nas instalações do European Southern Observatory (ESO), no Chile. 

O ELT será o maior telescópio terrestre no ótico e infravermelho, cujo custo ronda os 95 milhões de euros. A sua massa é de cerca de 12 toneladas (equivalente a um autocarro de dois andares). Os investigadores da FEUP têm a seu cargo a construção da estrutura mecânica de suporte.

O telescópio entrará em funções em meados desta década e apresentará um espelho primário de 39 metros de diâmetro e sistemas de ótica adaptativa avançada. O telescópio será capaz de ver detalhes seis vezes mais finos do que o Telescópio Espacial James Webb e 20 vezes mais finos do que o Telescópio Hub.
"A estrutura de suporte tem requisitos extremos. Por um lado deve posicioná-lo com uma estabilidade de 10 milionésimos de uma rotação e 100 milionésimos do metro. Por outro, deve resistir a um grande terramoto, mantendo a integridade do instrumento, sendo capaz de suportar uma massa equivalente de 40 toneladas!", explica Mercedes Filho, gestora do projeto em Portugal, no CENTRA e professora do Departamento de Engenharia Física (DEF) da FEUP.