Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Cátedra em Biodiversidade da U.Porto tem financiamento da EDP
27-12-2018

A Universidade do Porto, a EDP e a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) formalizaram um protocolo de colaboração no âmbito da investigação na área da conservação da biodiversidade.


Com esta parceria, foi estabelecida a Cátedra EDP Biodiversidade que vai ser gerida pelo Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos (CIBIO-InBIO). Este projeto terá a duração de dois anos e tem como objetivo desenvolver novas técnicas custo-eficientes para monitorização biológica e resolução de problemas da gestão ambiental.

A Cátedra EDP Biodiversidade está em linha com os ODS da ONU, nomeadamente o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável #15 (Proteção da Vida na Terra), pelo importante contributo no desenvolvimento de metodologias de monitorização da qualidade dos habitats e na promoção de soluções eficazes e em tempo útil em termos de conservação dos ecossistemas.

O grupo EDP co-financia a Cátedra EDP Biodiversidade em 75% dos até 160.000 euros anuais, cujo grupo de investigação será liderado pelo investigador Pedro Beja do CIBIO-InBIO, que vai estudar a aplicação das novas tecnologias ligadas à genómica ambiental, uma área de conhecimento emergente e que faz uso do ADN recolhido ao ambiente (ADN ambiental ou eDNA - Environmental DNA).

A investigação terá como foco o estudo de impactos ambientais e conservação da biodiversidade, nomeadamente a caracterização de comunidades de peixes e a deteção de espécies invasoras em albufeiras de empreendimentos hidroelétricos, bem como a monitorização da qualidade dos cursos de água com recursos às técnicas de eDNA.