Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Marlene Monteiro Freitas encerra FITEI com "Bacantes" de Eurípedes
16-06-2017
A partir da tragédia grega, Marlene Monteiro Freitas, uma das mais relevantes coreógrafas portuguesas atuais, apresenta "Bacantes - Prelúdio para uma Purga", no que é o último espetáculo do FITEI - Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica, às 21, 30 horas deste sábado, no Rivoli.

O espetáculo é uma leitura coreográfica do texto, onde a ferocidade e o desejo de paz, a selvajaria e a aspiração a uma vida simples são convocados, para uma livre interpretação. Uma aproximação que se faz através da música, mas que dá lugar a uma orquestra de movimentos que chocam, com corpos íntegros que se desmembram e crenças testadas ao limite.

A Marlene interessam não as dicotomias, a tensão que separa os deuses Apolo e Dionísio, mas "a circularidade de opostos, a tensão de forças que rasgam o espectável mas que, inexplicavelmente, se complementam" (in Público).

Paralelamente, há duas atividades gratuitas. Antes da apresentação, o aquecimento que desperta o corpo para a linguagem coreográfica do que se vai assistir, com a coreógrafa Xana Novais, entre as 19 e as 20 horas na sala de ensaios do Rivoli. No fim do espetáculo, o público pode ainda partilhar as suas questões e inquietações na conversa com a coreógrafa e os intérpretes, moderada pela investigadora e crítica de dança Alexandra Balona.

///

SÁB 17 JUN - 21H30

MARLENE MONTEIRO FREITAS
Grande Auditório Manoel de Oliveira - Rivoli
7,50 EUR - M/6

Marlene Monteiro Freitas nasceu em Cabo Verde, onde cofundou o grupo de dança Compass. Estudou dança na P.A.R.T.S. (Bruxelas), na E.S.D. e na Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa). Trabalhou com Emmanuelle Huynn, Loïc Touzé, Tânia Carvalho, Boris Charmatz, entre outros. Criou as peças "Jaguar" com a colaboração de Andreas Merk (2015), "de marfim e carne - as estátuas também sofrem" (2014), "Paraíso - colecção privada" (2012-13), "(M)imosa" com Trajal Harrell, François Chaignaud e Cecilia Bengolea (2011), "Guintche" (2010), "A Seriedade do Animal" (2009-10), "Uns e Outros" (2008), "A Improbabilidade da Certeza" (2006), "Larvar" (2006) e "Primeira Impressão" (2005), obras que têm como denominador comum a abertura, a impureza e a intensidade. É cofundadora da P.OR.K, estrutura de produção sediada em Lisboa.

Coreografia: Marlene Monteiro Freitas
Interpretação: Andreas Merk, Betty Tchomanga, Cookie, Cláudio Silva, Flora Détraz, Gonçalo Marques, Guillaume Gardey de Soos, Johannes Krieger, Lander Patrick, Marlene Monteiro Freitas, Miguel Filipe, Tomás Moital, Yaw Tembe
Luz e espaço: Yannick Fouassier
Som: Tiago Cerqueira
Objetos cénicos: João Francisco Figueira, Miguel Figueira
Produção: P.OR.K (Lisboa, PT)
Difusão. Key Performance (Estocolmo, SE)
Coprodução: TNDMII (Lisboa, PT); Kunstenfestivaldesarts (Bruxelas, BE), steirischer herbst festival (Graz, AT) & Alkantara (Lisboa, PT)
Com o apoio de: NXTSTP - Programa Cultura da União Europeia; NorrlandsOperan (Umeå, SE); Festival Montpellier Danse 2017 (Montpellier, FR); Bonlieu Scène Nationale Annecy (Annecy, FR) & La Bâtie-Festival de Genève (Geneva, CH) no âmbito do apoio FEDER do programa Interreg France-Suisse 2014-2020; Teatro Municipal do Porto (Porto, PT); Le Cuvier -Centre de Développement Chorégraphique (Nouvelle-Aquitaine, FR); HAU Hebbel am Ufer (Berlin, DE); International Summer Festival Kampnagel (Hamburgo, DE); Athens and Epidaurus Festival (Atenas, GR); Münchner Kammerspiele (Munique, DE); Kurtheater Baden (Baden, CH); SPRING Performing Arts Festival (Utrecht, NL); Zürcher Theater Spektakel (Zurique, CH); Nouveau Théâtre de Montreuil - centre dramatique national (Montreuil, FR); Les Spectacles Vivants / Centre Pompidou (Paris, FR) Apoio residência: TNDMII (Lisboa, PT) ; O Espaço do Tempo (Montemor-o-Novo, PT); Festival Montpellier Danse 2017 (Montpellier, FR); Bonlieu Scène nationale Annecy (Annecy, FR) ; Le Cuvier - Centre de Développement Chorégraphique (Nouvelle-Aquitaine, FR); ICI - centre chorégraphique national Montpellier - Occitanie / Pyrénées-Méditerranée / Direction Christian Rizzo - dans le cadre du programme de résidence Par/ICI (Montpellier, FR)

Duração aprox.: 1h30