Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Zona oriental revela potencial na captação de investimento estrangeiro
21-02-2018
O aumento do investimento estrangeiro no Porto é crescente, decorre de uma estratégia bem definida e está a contribuir para a formação de novas centralidades, com a zona oriental a assumir cada vez maior relevância no mapa de desenvolvimento da cidade. Este cenário foi exposto numa conferência promovida pela Vida Imobiliária, em que se debateu a competitividade do Porto enquanto destino empresarial no contexto europeu.  

O encontro, em que participaram vários "players" do setor imobiliário e responsáveis autárquicos, permitiu analisar uma dinâmica de crescimento que se reflete, por exemplo, no facto de "várias empresas estarem a competir para se instalarem na Invicta", como destacou a Vida Imobiliária. A qualidade de vida que oferece a cidade, o processo de reabilitação urbana em curso - indicando uma política de dispersão de oportunidades por territórios alargados, como Campanhã - e a evolução do turismo são motivos que, associados, explicam o crescimento do investimento estrangeiro.

Neste processo, conforme foi destacado, está a valer a capacidade local para atrair e reter talentos, o recurso vital das empresas, e para estabelecer uma visão de longo prazo. Como salientou Ricardo Valente, responsável pelo pelouro da Economia, Turismo e Comércio da Câmara do Porto, a cidade responde hoje "às grandes premissas do ponto de vista de necessidades de instalação de empresas", sendo que "o plano estratégico da zona oriental corporiza grande parte desta estratégia de abertura à nova economia, aos centros empresariais".

A construção do Terminal Intermodal de Campanhã, que permitirá "revolucionar" a mobilidade dentro da cidade, ou a transformação do antigo Matadouro Municipal em polo cultural, empresarial e de ação social/comunitária foram dados como exemplos da estratégia municipal para esta zona. Mas pode elencar-se também a duplicação da área do Parque Oriental do Porto, entre outros projetos, públicos e privados, para se compreender uma fórmula de desenvolvimento sustentável que, captando investimento estrangeiro e garantindo a instalação de novas empresas, responde sobretudo à qualidade de vida da população residente.

A atual dinâmica portuense é percecionada e reconhecida à escala global: ainda neste mês, o Porto recebeu o World Excellence Award para a cidade mais amiga das startups, atribuído num fórum mundial de investidores, e foi incluído no ranking "Cidades Europeias do Futuro", com que o Financial Times indica os destinos mais bem posicionados em termos de atratividade e captação de Investimento Direto Estrangeiro.