Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Valsas e polcas vão celebrar o Ano Novo na Casa da Música e no Coliseu
03-01-2020

A música erudita característica desta época e que transporta o público até aos tempos áureos de Viena de Áustria regressa, hoje e amanhã, a duas salas de referência na cidade do Porto, onde os concertos de Natal são já tradição.


Às 21 horas desta sexta-feira e às 18 horas de sábado, a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música apresenta na Sala Suggia um concerto em que não podia faltar a célebre dinastia Strauss, representada pela sua segunda geração - a dos irmãos Johann, Josef e Eduard - sob a direção do maestro japonês Takuo Yuasa.


Tradição indispensável nos salões vienenses, as orquestras de dança inspiraram também compositores de outras paragens, como o dinamarquês Hans Christian Lumbye - apelidado de "Strauss do Norte". O maestro Takuo Yuasa viveu e trabalhou em Viena e conviveu de perto com uma tradição que atrai milhares de visitantes de todo o mundo e deu origem aos célebres concertos de Ano Novo da Filarmónica daquela cidade.


O programa contempla também peças de Jacques Offenbach, Amilcare Ponchielli e Franz Lehar.


Bilhetes de 22 a 27 euros. Para mais informações, siga esta ligação.


O ambiente vienense instala-se também no sábado, mas às 21,30 horas (abertura de portas às 20,30 horas), no Coliseu Porto Ageas, para o "Concerto de Ano Novo ao gosto de Viena" com a Orquestra Metropolitana de Lisboa.


"O espetáculo terá uma fantástica abertura orquestral de Stanislaw Moniuszko, pontuada pelo encanto melódico e requintado humor de Gioachino Rossini", avança o Coliseu.


Com um perfil marcadamente familiar e sempre muito animado, o concerto convida o público a vaguear, ao longo de 1h45, pela brisa espirituosa das polcas e valsas de Strauss, transmitindo uma onda de otimismo para o novo ano.


Além de Johann Strauss II e de Josef Strauss, o programa, que conta com a direção do maestro Sebastian Perlowski, inclui Stanislaw Moniuszko e Gioachino Rossini.


Bilhetes de 20 a 25 euros. Mais informações, AQUI.