Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Tributo ao "agitador social" António Sérgio assinala 50 anos da morte do pedagogo
08-10-2019
O edifício da Câmara do Porto acolhe a partir do fim da tarde da próxima quinta-feira, dia 10, a exposição concebida para assinalar os 50 anos da morte de António Sérgio e que esteve patente na Assembleia da República.

"Sérgio '19" é uma exposição documental sobre a vida, a obra e as ideias de António Sérgio - escritor, pensador e pedagogo - na qual todos os documentos expostos são originais e pertencem ao Arquivo António Sérgio.

Com temas centrais ligados ao Cooperativismo, à Educação e à Política, esta exposição apresenta uma linha temporal cujos pontos marcantes são o ano do nascimento de António Sérgio (1883), o da morte (1969) e o atual, do tributo (2019). Constitui, por isso, um convite aos visitantes para, através de manuscritos, edições, fotografias e outros documentos e registos, refletirem sobre a atualidade destes temas com "O Homem que pensou Portugal", mas percorreu mundo e foi um agitador social. 

A exposição, que faz parte do programa comemorativo organizado pela CASES - Cooperativa António Sérgio para a Economia Social (CASES), tem caráter itinerante e teve a primeira inauguração no Parlamento, tendo passado também já pelo Colégio Militar e pelo IESF. Chega agora aos Paços do Concelho do Porto, onde é inaugurada pelas 18,30 horas de quinta-feira e onde ficará patente até 6 de dezembro, com entrada livre.