Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Tradição centenária do Cortejo do Traje de Papel cumpre-se este domingo
22-08-2018

No próximo domingo, a zona ocidental do Porto volta a ser palco de um dos desfiles mais originais e tradicionais de que há memória no país. O Cortejo do Traje de Papel, com mais de 150 anos de história, sai às 10 horas da Cantareira e termina, como é habitual, com um mergulho nas águas do Atlântico.


Reza uma lenda que para agradecer os favores de São Bartolomeu e ficar livre de maleitas durante todo o ano há que tomar o "banho santo". É por isso que no final do Cortejo do Traje de Papel, marcado este ano para o dia 26 de agosto, muitos dos seus participantes e outros populares se lançarão ao mar.


O mergulho será dado na Praia do Ourigo, onde termina o desfile que todos os anos junta mais de meio milhar de figurantes e que chama milhares de espectadores. A encenação parte da zona da Cantareira (celebrizada pela canção de Rui Veloso, "Chico Fininho"), seguindo pelo Passeio Alegre, Rua da Senhora da Luz, Avenida do Brasil, Rua do Coronel Raúl Peres e Rua de São Bartolomeu, antes de chegar à areia.


As Festas de São Bartolomeu são organizadas pela União das Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde, com o apoio da Câmara do Porto.


A produção dos trajes é feita pelas coletividades locais, que preparam este dia com meses de antecedência.