Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

"The Times" diz que os moradores estão a voltar ao centro do Porto e elogia a reabilitação da cidade
29-11-2016

O lendário jornal britânico The Times diz, num artigo de página inteira publicada na passada sexta-feira, que o Porto se está a tornar no destino de investidores, que a reabilitação urbana do centro histórico já começou e que a segunda cidade do país é agora o local mais chique para compras em Portugal.


O artigo, intitulado "Forget Lisbon. It's chic to buy in Porto", publicado no papel mas também online, está ilustrado com uma grande fotografia da Ribeira, com a legenda: "os investidores estão a optar pela segunda cidade de Portugal, com os seus bares modernos e hotéis de grande qualidade". Na mesma página, o The Times escreve: "se vagueou pela Baixa do Porto e pelo seu centro histórico há cinco anos atrás, pode ter sentido como se estivesse numa cidade fantasma. Rua a rua, as outrora elegantes moradias tinham as suas fachadas de azulejos coloridos, lascadas e sujas e estavam vazias e descuidadas, com os telhados escancarados habitados por pombos", para afirmar que hoje, cinco anos depois, a realidade é diferente e a cidade está a regenerar-se: "A reabilitação da Baixa já começou e prédios medievais revestidos com avisos de licenciamentos são a prova de que os promotores chegaram. Restaurantes elegantes, bares "hipster" e hotéis com design estão a surgir e os moradores a regressar à Baixa para o almoço", garante a conceituada jornalista Liz Rowlinson.


A poucos dias de se assinalarem os 20 anos das comemorações da classificação do centro histórico do Porto pela UNESCO, o mítico jornal britânico fundado em 1788, explica que o Porto está a perder habitantes há muitos anos: "Os moradores mudaram-se para os subúrbios, para mais perto da foz e do mar. Enquanto isso, os turistas - seduzidos por cruzeiros cénicos ao longo do Douro e pelas casas portuárias com 300 anos de idade - ficavam perplexos com a forma como um sítio da UNESCO tão fantástico no mundo poderia cair em tal estado lamentável".


O artigo elogia o Porto e assinala algumas personalidades que se têm rendido à cidade como o Rolling Stone Ronnie Wood e o ator Harrison Ford, que publicaram fotos suas no verão passado no Porto. E cita investidores, "A Baixa é um pouco como o Chiado há dez anos - está tudo à nossa espera", diz Charles Roberts, sócio-gerente da Fine & Country Portugal, que abriu um escritório em Porto no ano passado para lidar com a procura. "Há um grande potencial para o investimento estrangeiro. As taxas de aluguer no Porto são 10 por cento menos do que em Lisboa, mas os preços de compra de imóveis são 30 a 40 por cento mais baixos, por isso os lucros são mais elevados."


O The Times explica que o potencial da cidade é enorme: "Por que razão comprar no Porto em vez de Lisboa, para além dos preços de propriedade mais baixos? É uma cidade mais pequena, mais compacta e mais amigável. Seis pontes em todo o Douro significam maior mobilidade e há no Porto menos trânsito. Pode caminhar até à praia e visitar restaurantes populares sem ter que reservar ", diz Belo. "No Verão, não tem as temperaturas insuportáveis de Lisboa e tem um interior mais rico."


Então, porque razão não estão ainda as pessoas a comprar mais? "Tem que acreditar que isso vai acontecer", diz Roberts. "Comprar na Baixa significará que em menos de cinco anos se estará cercado por casas a serem construídas".