Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Terminal Intermodal e Túnel da Baixa recebem luz verde do Tribunal de Contas
22-07-2019
Já podem definitivamente avançar duas obras municipais de grande importância para a cidade. Tanto a construção do túnel que vai ligar a Rua de Ateneu Comercial do Porto e a Rua de Alexandre Braga, e que servirá também o restaurado Mercado do Bolhão, como a empreitada do Terminal Intermodal de Campanhã receberam os vistos do Tribunal de Contas.

Era o único passo que faltava em ambos os dossiês. Finalizados os concursos públicos internacionais, selecionadas as propostas vencedoras por um júri habilitado e ocorridas as devidas adjudicações, a empresa municipal GO Porto, que está a gerir aqueles dois processos, aguardava o visto prévio do Tribunal de Contas, vinculativo e necessário ao arranque das obras, que, nos dois casos, chegou no final da semana passada.

A par do restauro e modernização do Mercado do Bolhão, o Terminal Intermodal é um dos projetos charneira do Executivo de Rui Moreira. Prometido desde 2003 e nunca construído, o Terminal foi viabilizado através de um acordo global que o atual autarca estabeleceu com o Governo, chamado Acordo do Porto e que incluiu outros processos, como as indemnizações respeitantes aos terrenos do Aeroporto, que a Câmara Municipal já recebeu.

O objetivo desta empreitada é dotar a zona de Campanhã de uma plataforma intermodal que abranja não só os comboios suburbanos, de longo curso, Metro e a rede urbana da STCP, como também os autocarros de serviço intermunicipal e regional que passam a dispor de um terminal de primeiro nível numa zona da cidade de fácil acessibilidade rodoviária.

O equipamento a construir perfaz uma área bruta total de construção de cerca de 24 mil metros quadrados e irá integrar áreas utilitárias - parque de estacionamento, terminal de autocarros, estação de serviço, paragens kiss & ride, parque de bicicletas e parque de táxis - áreas complementares de apoio ao público, áreas administrativas e áreas técnicas essenciais. O prazo de execução da empreitada é de 635 dias, isto é, aproximadamente 21 meses.  

Já a obra no centro da cidade visa a construção de um túnel que será aproveitado para acesso à cave logística do futuro Mercado do Bolhão, no seguimento das obras de restauro e modernização do centenário equipamento, iniciadas a 15 de maio de 2018.

Os trabalhos irão, desta forma, contribuir para a retirada de tráfego na Rua do Ateneu Comercial do Porto e Rua de Alexandre Braga e, igualmente, facilitar as cargas e descargas inerentes à atividade comercial na zona envolvente ao Mercado. Esta obra tem um prazo de execução de 365 dias.