Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Teatro Municipal faz contas a 5 anos da reativação que o pôs nos olhos do mundo
27-06-2019

A ideia de que não havia público e que seria "só para alguns" a reativação da programação própria, lançada há cinco anos no Teatro Municipal do Porto, foi desmentida. "Foi desmentida pela cidade" e por números expressivos: mais de 570 espetáculos, mais de 4 mil artistas e 600 mil espectadores.


As palavras são do presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, que hoje apresentou em conferência de imprensa um pequeno balanço desta que tem sido uma das suas grandes apostas desde que assumiu o cargo, há cinco anos. "Não fomos nós, foi a cidade que desmentiu a ideia pré-concebida", apontou o autarca na conferência de imprensa dada hoje, ao final da manhã, no Café Rivoli, em que associou um pequeno balanço do trabalho já realizado à apresentação da temporada de 2019/2020.


Só na temporada que está prestes a terminar, o Teatro Municipal do Porto (TMP), que soma o Rivoli e o Campo Alegre, ultrapassou os 120 mil espectadores, o que traduz um crescimento de 15% face à temporada homóloga (2017/2018).


Perante o acumulado de 600 mil espectadores nos mais de 570 espetáculos destes cinco anos, Rui Moreira sublinha como um facto o "reconhecimento do sucesso nacional e internacional" do TMP, que se tem "afirmado no circuito internacional das artes performativas" ao ponto de "o mundo seguir cada vez mais com mais atenção o trabalho" ali produzido. "É hoje um teatro do mundo", declarou o presidente da Câmara.




Rui Moreira referiu ainda o Fórum do Futuro - que vai decorrer de 3 a 9 de novembro com foco nos 500 anos da circum-navegação de Fernão de Magalhães e cujos detalhes serão revelados em setembro - e as prolongadas celebrações do 88.º aniversário do Rivoli como dois dos destaques da nova temporada que se avizinha. Temporada que, por sua vez, será apresentada ao detalhe na festa aberta à cidade e programada para 12 de setembro, mas de que o diretor artístico do TMP, Tiago Guedes, deixou também hoje alguns pormenores.


Desde logo, o tema "Ocupação" será transversal aos espetáculos programados para o Rivoli e o Campo Alegre entre setembro de 2019 e fevereiro de 2020, que terão associado um ciclo de conferências sobre "Modos de ocupar" cuja coordenação é do jornalista Pedro Santos Guerreiro.


Tiago Guedes referiu também os JAA - Jovens Artistas Associados para as temporadas de 2019/2020 e 2020/2021, numa lógica de acompanhamento próximo do seu percurso, desenvolvimento da formação artística e trampolim para o início de carreira.


Além disso, o TMP prossegue a política de trabalhar programações em parceria e coprodução, inserindo-se nesses capítulos os eventos e espetáculos do FIMP - Festival Internacional de Marionetas do Porto, Porto Design Biennale, MICAR - Mostra Internacional de Cinema Anti-Racista, Queer Porto, Festa do Cinema Francês, Porto/Post/Doc, Indiejunior Allianz, Festival Porta-Jazz e Fantasporto e ainda as parcerias com o Curso de Música Silva Monteiro, a Companhia Instável, a Medeia Filmes e a Universidade Lusófona do Porto.


A programação da próxima temporada já pode ser explorada online.