Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.
Destaques
TAP tenta desmentir Câmara
10-02-2016

A TAP diz que, ao contrário do que está a ser divulgado, "o horário de verão da TAP entre o Porto e Lisboa integra também o voo de Lisboa que parte às 22:45", procurando desmentir a informação ontem divulgada pela Câmara do Porto. Contudo a informação aqui difundida é verdadeira e teve origem em comunicações oficiais da companhia, segundo as quais o último voo Lisboa-Porto será às 20,30 horas, a partir de 27 de março. Ainda hoje, é impossível reservar qualquer lugar no voo que a TAP decidiu discretamente suprimir, que agora parece querer retomar, mas para o qual não aceita reservas.


A informação ontem divulgada pela Câmara do Porto é, portanto, verdadeira e teve origem em dados fornecidos pela própria companhia, a 14 de janeiro, durante uma conferência de imprensa do presidente da TAP, Fernando Pinto e é conhecida de todos os operadores de viagens, por estarem impedidos de marcar passagens para o horário em causa.


Com efeito, a TAP anunciou em 14 de janeiro, discretamente, a supressão do voo, ao divulgar os horários limite da ponte aérea, garantindo que terminaria pelas 20,30 horas, como se pode comprovar em dezenas de notícias publicadas, como, por exemplo, no jornal OJE de 15 de janeiro: "No âmbito da estratégia da TAP Express, será criada uma ponte aérea entre Lisboa e Porto, com 16 voos diários com partida de Lisboa e outros tantos do Porto, num total de 114 voos semanais, mais 57 que nos dias de hoje. Com exceção dos voos nas horas de ponta, que serão assegurados pela TAP, as viagens serão realizadas pela TAP Express. O arranque da operação está previsto para março. A ponte aérea, como voos em ambas as direções de hora a hora, irá funcionar entre as 6h30 e as 20h30. Cada viagem custará a partir de 39 euros, incluindo taxas (...) O líder da transportadora assinala ainda que a ponte aérea servirá igualmente para dinamizar o "hub de Lisboa, a nossa fortaleza". "


Mas a mesma informação foi também disponibilizada pela revista Visão, como se lê aqui e está hoje presente, até, no site do AICEP, organismo que pertence ao Governo de Portugal.


Essa informação, divulgada pela empresa em janeiro, é ainda hoje consistente com a impossibilidade de se fazer reservas para voos noturnos entre Lisboa e o Porto, a partir de 27 de março, ao contrário de qualquer outra ligação anunciada pela companhia, nomeadamente, as que constam da anunciada "ponte aérea".


Como se pode ver na imagem, retirada do próprio site da TAP hoje, as marcações para voos à noite entre Lisboa e o Porto, para abril, é já impossível e o voo não faz parte dos planos nos dois aeroportos, pelo que a informação divulgada pelo Portal de Notícias do Porto, ontem à tarde, estava correta e apenas deixará de estar se a TAP, em face da nossa denúncia, repuser o voo.


A imagem que exibimos demonstra também que os voos mais tardios disponíveis serão operados pela companhia privada White e não pela própria TAP, tal como anunciado pelo Portal de Notícias do Porto e que agora se comprova.


Se, em face das notícias publicadas pelo Portal de Notícias do Porto, a TAP decidir reverter total ou parcialmente a sua estratégia de desvalorização do Aeroporto Francisco Sá Carneiro, repondo voos que decidiu suprimir, como foi o caso, a Câmara do Porto congratula-se.


Leia a notícia ontem divulgada pelo Portal de Notícias