Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

STCP Free Wifi interessa EUA
10-12-2014

A Veniam, uma startup incubada no Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC), recebeu um investimento de 4,9 milhões de dólares, cerca de 3,9 milhões de euros, financiamento liderado por uma empresa norte-americana de capital de risco. O projeto, implementado este ano no Porto (STCP Free Wifi), é já um sucesso com a rede WiFi em movimento a veículos, e vai ser exemplo de implementação em Silicon Valley e outras cidades nos EUA.


Este ano, a Veniam criou, no Porto, a maior rede veicular do mundo, com a ligação entre mais de 400 autocarros da cidade, permitindo o acesso à rede WiFi a cerca de 60 mil pessoas por mês.


A partir do sucesso registado no Porto, "este financiamento vai permitir expandir rapidamente as atividades nos EUA, continuando a criar emprego qualificado em Portugal com investimento direto estrangeiro", referiu ao semanário Expresso João Barros, presidente executivo e um dos quatro fundadores da Veniam.


A tecnologia "é inteiramente desenvolvida em Portugal e tem despertado um enorme interesse em todo o mundo", acrescentou.


Em agosto, a Veniam transferiu a sede para Mountain View (Califórnia, EUA), mas os laboratórios de desenvolvimento permanecem no Porto (UPTEC) e Aveiro (IEUA).


A startup portuense está apostada em criar a "internet of moving things" ("internet em movimento") a custos reduzidos e melhorar, através do elevado volume de dados recebidos, os transportes públicos, recolha inteligente do lixo e monitorização de outras infraestruturas mais criticas.


O financiamento agora conseguido é liderado pela True Ventures, empresa de capital de risco que já financiou mais de 150 startups de tecnologia inovadora e ajudou a criar mais de 3.500 postos de trabalho qualificado, a nível mundial. O financiamento conta ainda com a participação da Union Square Ventures, Cane Investments e investidores privados.