Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

STCP vai ter 188 autocarros novos a gás e elétricos
21-04-2017

Concurso público internacional para aquisição de nova frota "verde" surge no âmbito de acordo de transição da gestão da STCP para grupo de municípios presidido pelo Porto.


É um novo tempo para a Sociedade de Transportes Coletivos do Porto, que hoje lançou o concurso público internacional para a aquisição de 188 novos autocarros, dos quais 173 movidos a gás e 15 elétricos. O anúncio da compra - um investimento de 46,7 milhões de euros - é acompanhado pela apresentação de resultados bastante positivos: no primeiro trimestre deste ano, a STCP aumentou em 9,4 por cento o número de passageiros, invertendo a tendência de perda de clientes verificada nos últimos anos.


Esta renovação da frota surge já no âmbito do acordo com o Governo que estabelece a transferência da gestão da STCP para os seus seis municípios, sob a presidência do Porto. A descentralização da condução de uma sociedade que serve os propósitos de transporte e os cidadãos do Grande Porto (engloba os concelhos de Matosinhos, VN Gaia, Maia, Valongo e Gondomar) aguarda apenas o visto do Tribunal de Contas.


Na cerimónia de lançamento do concurso público, o presidente da STCP, Jorge Delgado, considerou que o aumento do número de passageiros já neste ano (mais 1,5 milhões de clientes, face a 2016) confirma de "uma forma definitiva" a inversão do ciclo de perda de clientes "que era uma constante ao longo dos últimos anos".


Presente na sessão, o ministro do Ambiente reiterou que a Sociedade está a sair de "uma situação de fragilidade" e a superar "o total descrédito das pessoas relativamente à capacidade que a empresa tinha de as poder servir". João Pedro Matos Fernandes considerou, neste contexto, "muito importante" a renovação de "aproximadamente 45 por cento" da frota da STCP, que "desde 2011 não comprava nenhum autocarro".


"Retomámos uma muito boa prática que a STCP teve no passado, não muito distante, mas também não recente, que foi o de fazer uma aposta na aquisição, pondo ao serviço autocarros com elevada performance ambiental", destacou ainda o ministro.


Os 47 milhões de euros a investir pela STCP, disse o governante, "fazem parte de um investimento de 156 milhões, público e privado", associado ao aviso do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR) "para aquisição de autocarros de elevada performance ambiental". A candidatura da STCP, disse, "é a maior, seguida da Carris e Transportes do Barreiro".


Com esta renovação da frota (em 2018 chegam os primeiros 35 novos autocarros), o Porto reforça a sua posição como cidade comprometida com os transportes não poluentes. É de lembrar, neste âmbito, a decisão da autarquia em investir numa nova frota de veículos elétricos, a colocar ao serviço da Câmara e das empresas municipais.