Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Siza Vieira homenageado com Grande Prémio de Arquitetura em França
28-11-2019

A Academia de Belas Artes francesa atribuiu, nesta quarta-feira, o Grande Prémio de Arquitetura Charles Abella ao arquiteto do Porto Álvaro Siza Vieira, apelidando-o de "grande mestre, alguém incontestável".


A importante distinção, que inclui um prémio pecuniário de 35 mil euros, foi oficialmente atribuída ontem numa cerimónia em que Siza Vieira esteve ausente, mas onde as suas mais emblemáticas obras, relembradas em imagens, preencheram a sua ausência física.

Destacado pela Academia de Belas Artes do Instituto de França pelo seu "humanismo", Siza Vieira já tinha sido anunciado como grande vencedor deste prémio em outubro, aquando da sua participação numa conferência em Paris, promovida pelo mesmo instituto. 

"Mudámos a organização e agora o prémio de arquitetura é dado em alternância, um ano é dirigido a jovens arquitetos e, no outro, é um grande prémio de consagração, com consequência. E quisemos começar este sistema com um grande mestre, alguém incontestável. Álvaro Siza é incrível e tinha de ser ele. E, em comparação com outros, há uma dimensão humanista que nos fez querer premiá-lo", explicou Laurent Petitgirard, compositor e secretário perpétuo da Academia, citado pela agência Lusa.

Até dia 2 de fevereiro de 2020, a Fundação de Serralves exibe uma exposição dedicada à vida e obra de Siza Vieira, que reúne maquetas, desenhos, cadernos de esquissos e apontamentos de viagem, bem como fotografias do autor sobre o seu trabalho.

Aos 86 anos, Álvaro Siza Vieira é o arquiteto vivo mais condecorado, cujo palmarés inclui o Pritzker, considerado o Nobel da Arquitetura, ou o Praemium Imperiale.