Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Rui Moreira já escolheu administrador da STCP
01-03-2017

O presidente da Câmara do Porto anunciou hoje ter indicado o gestor Paulo Azevedo para presidente da administração da Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP), empresa que passará a ser gerida pelas autarquias. "É uma escolha minha", disse Rui Moreira na reunião pública do executivo camarário desta manhã.


Paulo Azevedo tem experiência em matéria de gestão nos mais diversos dossiês. "Conseguimos aqui um gestor de primeira qualidade que aceita participar neste projeto", afirmou Rui Moreira acerca do gestor que liderou o banco de investimento do Millennium.


Licenciado em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto e natural do Porto, Paulo Azevedo exerceu diversos cargos no BCP e, em setembro de 2013, foi nomeado presidente da comissão instaladora da Instituição Financeira de Desenvolvimento (IFD), conhecida por banco fomento. De acordo com o memorando que formalizou a intenção do Governo de entregar a gestão da operação da STCP a seis municípios da Área Metropolitana do Porto, a Câmara do Porto vai presidir à administração e à unidade técnica da empresa de transporte público.


Rui Moreira anunciou o nome de Paulo Azevedo depois de o vereador do PSD Ricardo Almeida criticar as nomeações da autarquia para a Águas do Douro e Paiva, designadamente a de António Borges, que assume o cargo de administrador executivo naquela empresa.


Durante a reunião, o autarca referiu que tenta sempre que possível encontrar consensos com os outros municípios e que "para uma nomeação" procura indicar "pessoas de acordo com as suas competências".


O tema STCP foi levantado nesta reunião do executivo antes do período da ordem do dia por Manuel Pizarro, que afirmou ter visto com "satisfação e apreço" a forma como os deputados do PCP atuaram na Assembleia da República, na sexta-feira, aquando da votação dos diplomas propostos pelo PSD que propunham o fim da municipalização da empresa, que acabaram por ser chumbados pela maioria de esquerda.


O processo de transferência da gestão da STCP para as autarquias do Porto, de Matosinhos, de Vila Nova de Gaia, da Maia, de Matosinhos e de Gondomar aguarda o visto do Tribunal de Contas para ficar concluído e para que as autarquias passem a gerir a empresa.