Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Rui Moreira elogia iniciativa privada que fez nascer no Porto nova escola de artes
20-04-2018
O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, participou na inauguração da nova escola de artes performativas Pallco, ao início da noite de ontem, e elogiou a iniciativa integralmente privada que nasce com forte ambição internacional.

Criado pela bailarina e professora de dança Sofia Marques dos Santos, fundadora da Oporto Ballet School, a nova escola - que se assume como o primeiro conservatório de dança e música da cidade - resulta de um investimento superior a 1,7 milhões de euros sem recurso a qualquer tipo de apoio ou subsídio públicos.

O facto levou Rui Moreira a tecer elogios ao lançamento do Pallco - Performing Arts School & Conservatory, aproveitando para sublinhar a dinâmica que o Porto vive "graças ao empreendedorismo, à ligação que temos à educação e à cultura, graças aos pais que temos e às crianças, graças à cidade que temos".

Por isso, após percorrer os 2 400 metros quadrados e as múltiplas salas que irão acolher atividades nos campos da dança, música, teatro musical, diversas modalidades de ginásio e serviços complementares, o presidente da Câmara concluiu que "eu venho aqui apenas agradecer: muito obrigado em nome da cidade".

Por sua vez, Sofia Marques dos Santos apresentou "o novo Pallco da cidade" como mais do que um espaço de ensino de artes e de formação técnica de artistas. "Incutir valores e cultivar a paixão pela arte e cultura como uma forma de vida" é o grande objetivo da fundadora, para quem o novo conservatório "é um local onde a performance artística ganha vida, mas onde também se respira arte e cultura e conhecimento".

A bailarina e professora de dança reconhece a ousadia do passo que deu com este investimento, mas atribui-o também ao que aprendeu com as alunas: "Com trabalho honesto, esforço e perseverança, consegue-se".


Instalado na zona da Prelada, o Pallco tem entre as suas prioridades o mercado internacional do ensino artístico da dança e artes performativas, aprofundando ainda mais um trabalho já anteriormente desenvolvido pela fundadora através da Oporto Ballet School. Com cursos livres e cursos oficiais (ensino articulado ou supletivo) em dança, música e teatro, disponibiliza também fisioterapia, nutrição e apoio escolar entre os campos complementares às artes performativas.

Sofia Marques dos Santos refere, por exemplo, que pretende proporcionar o acesso à aprendizagem e à prática da dança e das outras áreas numa perspetiva lúdica, "porque há pessoas que querem apenas praticar duas vezes por semana por prazer ou para se distraírem". Daí que contemple igualmente ballet para adultos, pilates, yoga e várias outras atividades. 

Entretanto, o Pallco será agora a entidade responsável pela organização do Concurso Internacional de Bailado do Porto (CIB), um evento de grande alcance criado em 2011 e que se destina a divulgar e projetar jovens bailarinos promissores na área do ballet clássico e contemporâneo, sendo os nomeados apoiados com bolsas de estudo e prémios monetários para frequentarem escolas de renome internacional. Na última edição, o CIB registou 600 candidatos (cerca de 35% estrangeiros), 25 bolsas atribuídas e 2 000 espectadores.

Saiba mais sobre a nova escola aqui.