Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Na Rua Mouzinho da Silveira já não circulam autocarros turísticos ocasionais
25-02-2019
Para solucionar a pressão de trânsito na zona histórica da cidade, a Câmara do Porto aplicou novas regras à circulação no eixo de Mouzinho da Silveira. Interditou-se a passagem a autocarros ocasionais (sentido ascendente e descendente) e, em contrapartida, oferecem-se alternativas de rebatimento à cota alta e à cota baixa.

Aproveitando os incontornáveis constrangimentos que as obras do futuro museu subterrâneo do Rio da Vila estão a causar num troço da Rua de Mouzinho da Silveira, o Município colocou em prática novas medidas para o plano de sustentabilidade do Centro Histórico, com o objetivo de induzir novos hábitos de mobilidade, especialmente nesta zona da cidade.

Para os autocarros turísticos ocasionais, à cota alta, o Município adquiriu lugares na Garagem Atlântico (Rua de Alexandre Herculano, à Praça da Batalha), onde estes podem aguardar o tempo necessário, evitando que circulem "em vazio".

Já à cota baixa, a solução passa pelo estacionamento deste tipo de viaturas no Parque da Alfândega, que segundo a nova organização, em vigor desde o dia 19, passou a ser de uso exclusivo para viaturas em regime de avença e para autocarros de passageiros em regime de rotação.

Reconfiguração da circulação noutras ruas do Centro Histórico avança em abril

A Rua de Belmonte passará a ter um sentido único, ascendente. A medida vem resolver os constantes problemas de circulação nesta artéria, claramente exígua para suportar uma configuração de dois sentidos de trânsito.

A coadjuvar esta medida, uma outra: a inversão de sentido da Rua de Ferreira Borges, que também passa a ser ascendente, criando um corredor de ligação entre a cota baixa e a cota alta, alternativo a Mouzinho da Silveira.

Além disso, também se reformula a circulação na Rua de São João, entre a Rua do Infante D. Henrique e Rua de Mouzinho da Silveira. Troca-se o sentido descendente pela circulação ascendente, evitando que os condutores que queiram aceder à Avenida dos Aliados ou à Sé tenham de se dirigir até à Praça do Infante, congestionando o acesso ao Parque de Estacionamento da Ribeira.

Por fim, será criado um eixo pedonal da Rua das Flores até à Ribeira, o que vai implicar a pedonalização da zona de circulação automóvel no Largo de São Domingos. A medida irá complementar-se com o reforço dos atravessamentos da Rua do Infante D. Henrique.

Todas estas medidas de reconfiguração da circulação automóvel ficam operacionais até ao final do mês de abril.