Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Rita Natálio e Mamadou Ba levam debates sobre as questões do colonialismo e do racismo ao projeto Nau!
25-07-2018
O projeto Nau! do Cultura em Expansão com o TEP - Teatro Experimental do Porto termina no próximo fim de semana com mais dois eventos, no Homem do Leme. 

O primeiro, às 19 horas de sábado, consta de uma performance-conferência de Rita Natálio, cuja atividade anda em torno das artes performativas, escrita de investigação, crítica de arte, poesia e "outras ilusões do ego". A sessão tem como tema a "Geofagia" (vontade ou hábito de comer terra) na perspetiva de apontar os portugueses de então como "grandes comedores de terra" enquanto nação que se apropriava da visão de terra de outros povos, dos seus modos de viver e pensar.

No domingo, à mesma hora, o conferencista é Mamadou Ba, o dirigente da Associação SOS Racismo de origem senegalesa, que vai sublinhar: "Não, ainda não somos todos iguais". A ideia é a de que o racismo continua presente entre nós e que a proclamação de que "somos todos iguais" se fica pelas palavras e "tem conduzido a uma anestesia política e social sobre a real dimensão do racismo nas sociedades europeias", reduzindo o debate ao plano meramente moral.

Os dois convidados vão entrar, assim, no conjunto de ações com que o Nau! tem vindo a questionar a forma como a História é contada, nomeadamente o período da epopeia marítima, antecipando a comemoração dos 500 anos da viagem de circum-navegação de Fernão de Magalhães.

Centrado num contentor marítimo, onde pode ser visitada uma instalação entre as 11 e as 22 horas, o Nau! é de acesso livre e tem vindo a usar o espaço envolvente, ao longo deste mês, como local de encontro, discussão e problematização do colonialismo da historiografia.