Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Requalificação do rio Tinto prossegue em bom ritmo
20-11-2017
O processo de requalificação do rio Tinto avança em bom ritmo. A empreitada, um esforço conjunto dos municípios de Porto e Gondomar, permitirá criar um extenso espaço verde e de lazer, importante para a qualidade de vida e ambiental da área metropolitana. 

O desenvolvimento das obras foi avaliado neste fim de semana pelo vice-presidente e vereador do Ambiente da Câmara do Porto, Filipe Araújo. A visita foi promovida pelo "Movimento em Defesa do Rio Tinto" e orientada por Sidónio Pardal, arquiteto paisagista responsável pela conceção do Parque Oriental, que com este projeto será substancialmente aumentado.

Orçada em 7.950.000 euros, a empreitada global foi iniciada em junho passado. Contempla a requalificação e despoluição das margens e do Tinto, que desagua no rio Douro na zona do Freixo.
Com conclusão prevista para maio de 2019, o projeto desenvolve-se em três frentes de obra (duas no concelho do Porto e uma no de Gondomar) e integra a construção do intercetor do Tinto numa extensão de 1.950 metros, a construção de um exutor com 4.100 metros unindo as descargas das duas ETAR (Rio Tinto e Freixo) e a construção de um exutor submarino para entrega dos efluentes tratados no rio Douro, junto à Ponte do Freixo.

Destes trabalhos resultará a ligação entre o Parque Urbano de Rio Tinto, que terá 36.500 metros quadrados, e o Parque Oriental da Cidade do Porto, que aumentará a sua área para 20 hectares.