Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Rede de restaurantes solidários expande-se com abertura de novo espaço
21-05-2019

O segundo restaurante solidário da cidade vai localizar-se nas instalações do Centro de Acolhimento Temporário Joaquim Urbano e será inaugurado de imediato, de acordo com a deliberação tomada, esta manhã, por unanimidade do Executivo municipal.


Em setembro do ano anterior, o vereador da Habitação e Coesão Social, Fernando Paulo, já tinha confirmado, no mesmo fórum municipal, a intenção de a Câmara do Porto avançar com uma unidade de confeção própria no Centro de Acolhimento Temporário Joaquim Urbano.

Volvidos alguns meses para firmar os acordos necessários ao alargamento desta resposta social, que visa garantir o acesso "a um serviço de refeição diário às pessoas em situação de pobreza e exclusão social, em geral, e às pessoas em situação de sem-abrigo, em particular", o Município está agora em condições de avançar com a abertura do segundo restaurante solidário.

Será também nas instalações do pavilhão de internamento do antigo Hospital Joaquim Urbano (que contempla uma cozinha, um refeitório e um espaço das antigas oficinas) que se vão passar a concentrar a preparação e confeção da "totalidade das refeições para serem distribuídas" nos diversos restaurantes solidários, além da garantia do serviço aos utentes do Centro de Acolhimento Temporário Joaquim Urbano, que funciona no mesmo espaço.

Com efeito, estando já a decorrer o processo de abertura de um terceiro restaurante na zona da Boavista, o Município entendeu reestruturar a gestão deste apoio alimentar, "de forma a rentabilizar os recursos existentes e em simultâneo apoiar um maior número de pessoas", refere a proposta assinada por Fernando Paulo.

Além disso, a cedência das instalações garantidas pelo Centro Hospitalar do Porto vai possibilitar o envolvimento das pessoas que estão integradas no centro de alojamento temporário, ou noutros, "com vista à sua reabilitação e inserção na vida ativa".

O serviço de confeção, para todos os restaurantes solidários, vai ser assegurado pelo SAOM - Serviços de Assistência Organizações de Maria - Instituição Privada de Solidariedade Social que, no âmbito da sua atividade, "tem já experiência na confeção de refeições para o exterior, desenvolvendo também ações de formação em hotelaria", designadamente com cursos de cozinha.

Para a parceria, válida por um ano, a Câmara reservou um máximo de 165 mil euros. A iniciativa corresponde a um dos objetivos traçado no âmbito do programa Porto de Abrigo, contributo do Município do Porto para a Estratégia Local de Integração de Pessoas em Situação de Sem-Abrigo.

Num plano mais lato, a cidade está ainda envolvida na Estratégia Nacional para a Integração das Pessoas Sem-Abrigo, promovida pela Presidência da República, que já elogiou o trabalho desenvolvido pelo Município do Porto neste âmbito.