Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Recorde de espectadores e ambiente tranquilo marcam sábado de Red Bull Air Race
02-09-2017

Só hoje, mais de 250 mil pessoas assistiram à Red Bull Air Race sobre o Douro. O dado é da organização do evento, que deixa este registo: ao primeiro dia da etapa nacional, sobretudo em tarde de Qualificação, o número de espectadores bateu o recorde absoluto de toda a temporada de 2017 do campeonato mundial. Apesar da enchente humana, o sábado fica marcado pela tranquilidade, não havendo a assinalar ocorrências graves.

 

Só o sol pecou por algum excesso, pelo menos para algumas pessoas, num evento para o qual foi montado um plano de segurança e proteção civil articulado com dezenas de entidades. Das 79 pessoas hoje socorridas pelo INEM, 13 foram transportadas ao hospital e apenas uma apresentava "um quadro de alguma gravidade" devido a uma queda, "não tendo sido detetada fratura". A maioria dos socorridos apresentava "problemas relacionados com insolação", disse à Lusa o diretor regional do Norte do INEM, António Táboas.

 

Já o comandante operacional distrital do Comando Distrital de Operações de Socorro do Porto, Alves Rodrigues Alves, informou "não terem existido ocorrências de outro foro" além das descritas pelo INEM.

 

A exemplo de outros grandes eventos realizados no Porto, mobilizadores de multidões, este primeiro dia ficou marcado pelo clima de segurança e descontração, com portuenses e visitantes a manifestarem, como revela a nossa vídeo-reportagem, grande satisfação pelo modo como está a decorrer o espetáculo. Para amanhã, fica apenas um aviso: se for ver os aviões, tome cuidados com o sol.




Voos pela liderança e outras acrobacias

 

O ambiente de festa nas margens do Douro contrastava com a concentração dos pilotos das duas classes do campeonato, que enfrentaram hoje as sessões de treinos cronometrados. Entre as 14 estrelas da categoria-rainha (Master Class), ninguém foi mais rápido do que Pete McLeod, que obteve o tempo de 1m07,192s no espetacular circuito traçado entre as pontes da Arrábida e Luiz I. Foi a quarta vez consecutiva que o piloto canadiano foi o mais rápido na qualificação.

  

O atual líder do campeonato, o norte-americano Kirby Chambliss, foi o segundo mais rápido da Qualificação da Master Class, a 0,750s de McLeod, com quem discute o título de campeão do Mundo numa altura em que faltam apenas três provas para disputar (Portugal, Alemanha e Estados Unidos).

 

Refira-se que o recorde da pista nesta versão de 2017 está atualmente na posse do checo Martin Sonka, que voou em 1m06,223s na terceira sessão de treinos de livres, realizada este sábado de manhã.

 

Na classe Challenger, para pilotos aspirantes à classe principal, o alemão Florian Bergér confirmou que é mesmo o piloto a bater, pois obteve a pole-position para a fase decisiva, depois de já ter vencido duas corridas este ano.

 

Pelo meio das sessões competitivas, os espectadores foram brindados com exibições de aviões de diferentes épocas e filosofias, desde um AT-802F de combate a incêndios, à patrulha acrobática portuguesa Yakstars, passando por um ATR200 da Transportadora Aérea Portuguesa, terminando no belo e histórico Douglas DC-6 da coleção privada da Red Bull (Flying Bulls), que outrora pertenceu ao chefe de estado da Jugoslávia, Marechal Tito.

 

À espera de um grande domingo

 

Amanhã, dia em que é esperada a maior enchente de público, repetem-se várias destas exibições paralelas, mas o programa também inclui algumas novidades apetecíveis, como a passagem de um Airbus A320.

 

Em termos competitivos, o ponto alto será naturalmente a fase decisiva da corrida, que começa às 13 horas e qudeverá concentrar a atenções de centenas de milhares de espectadores nas duas margens do Douro.

 

Refira-se que, por decisão da Direção de Prova, os aviões de corrida vão amanhã aterrar no Aeródromo de Vilar da Luz, na Maia, devido à previsão de ventos fortes para a zona do aeroporto oficial no Queimódromo.

 

No entanto, todas as atividades para o público previstas para este domingo no Queimódromo vão manter-se, com o recinto a abrir às 9,30 horas para todos os aficionados, que depois poderão contactar com os pilotos e visitar os hangares de corrida numa sessão de autógrafos marcada para as 11 horas. No final do dia, depois da corrida final, a cerimónia de entrega de prémios também se realizará no Queimódromo.


Saiba AQUI o essencial para acompanhar a etapa do Porto da Red Bull Air Race.