Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Recordações de Joaquim Castro Caldas fecham as Quintas de Leitura 2018
19-12-2018
O título de um poema de Joaquim Castro Caldas, poeta falecido há 10 anos e grande impulsionador das noites do Pinguim Café, inspira a sessão desta semana das Quintas de Leitura.

"Aos 80 que se Freud / porque a morte" é o mote para a última noite do ciclo poético neste ano, que tem início marcado para as 22 horas desta quinta-feira no Teatro Campo Alegre.

Com a ajuda de Pedro Lamares, o evento recordará, em jeito de homenagem, alguns textos do insurgente poeta Joaquim Castro Caldas (1956/2008), que marcou as Noites de Poesia das segundas-feiras portuenses nos anos 90.

Chegam depois o coletivo poético "O Copo", para comemorar os seus 20 anos de existência, e Nuno Moura e Paulo Condessa, que regressam assim às Quintas de Leitura com Cesariny, Adília e O'Neill no cardápio.

A sessão inclui a apresentação da performance poética "Nunca te Foram ao Céu?" por Renato Filipe Cardoso. Vetusto e insigne, o eclesiástico Sem Frei na Língua celebra a divindade celestial da Poesia, invocando ao altar alguns dos mais sarcásticos e irreverentes espíritos do verso e do reverso.

Esses três momentos serão "abençoados" com a pintura surrealizante de Mário Vitória, e há que contar ainda com a sensualidade e o vislumbre acrobático da bailarina Liliana Garcia. Mathilda, acompanhada pelo one-man band Gobi Bear, e Homem em Catarse dão música a esta festa da poesia. Porque, como disse Lawrence Ferlinghetti, "a poesia é tudo o que nasceu com asas a cantar".

Aberta a maiores de 12 anos, esta Quinta de Leitura tem a duração de cerca de uma hora e meia. O bilhete, com o custo de 7,50 €, pode ser adquirido online.