Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Quem protege os azulejos tem até 31 de março para dar provas e ganhar prémios
18-01-2018
Está a decorrer até 31 de março o período de candidaturas à 9.ª edição dos Prémios SOS Azulejos.

A defesa do património azulejar português é uma atitude cada vez mais estimulada e reconhecida, o que valeu já ao Banco de Materiais da Câmara do Porto a atribuição de um Prémio SOS Azulejos.

A nova edição dos prémios, que apontam precisamente para a proteção e valorização desse património tradicional português, está já em curso e aberta a indivíduos ou organizações nacionais ou estrangeiros. O objetivo é distinguir nos mais diversos setores de atividades os melhores trabalhos, projetos, estudos, contributos, obras e ações de proteção e valorização do património azulejar português e/ou de origem/tradição portuguesa, a título individual, institucional ou coletivo, que tenham decorrido até ao final de 2017.

O Projeto SOS Azulejos foi iniciado em 2007 pela Polícia Judiciária, que assume a coordenação e conta com uma série de parceiros a nível nacional.

Os prémios, atribuídos desde 2009, já reconheceram o original Banco de Materiais que a Câmara do Porto lançou para valorização de um património com particular enfoque na arquitetura da cidade.

(imagem: pormenor azulejar da Biblioteca Pública Municipal do Porto, relativo a uma casa do século XVIII no Largo do Corpo da Guarda, já demolida)

Consulte o regulamento dos Prémios SOS Azulejo aqui.