Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Público diz por que é único o NOS Primavera Sound
07-06-2019
A depressão Miguel não se instalou no Parque da Cidade ao primeiro dia do NOS Primavera Sound 2019. A prová-lo, as milhares de pessoas que assistem aos concertos e se passeiam pelo recinto, que foi brindado com sol e um arco-íris ao final da tarde desta quinta-feira. Veja a galeria de fotos e o vídeo de cobertura do festival mais primaveril do país.

O que têm em comum um casal de Barcelona, duas amigas portuguesas e uma russa radicada no Porto há dez anos? São público "repetente" do NOS Primavera Sound e elegem-no como "o festival que tem o melhor ambiente".

Do cartaz, alguns não escondem as preferências musicais, mas o denominador comum nesta amostra representativa - que inclui ainda um grupo de amigos que veio propositadamente de Los Angeles - é o convite à descoberta do alinhamento, que junta nomes mais ao menos conhecidos do indie ao folk, da música eletrónica ao hip-pop, do pop-rock alternativo às misturas finas do flamenco, do soul ou do R&B.


No dia em que abriram as portas daquela que é a oitava edição do NOS Primavera Sound fica ainda expressa nas vozes daqueles que se cruzaram com o "Porto." a satisfação por todas as atratividades que o festival oferece. Desde a forma como está organizada a zona da restauração, ao conforto de saber que a STCP oferece um serviço especial durante toda a noite, até à certeza de que - "no mesmo sítio de sempre" - encontram a banca que distribui as icónicas bandoletes de flores, uma das imagens de marca do festival.

No Pavilhão "Porto." já há candidaturas às ofertas de estágio de dez empresas de base tecnológica instaladas na cidade, que aceitaram o desafio da plataforma municipal de captação de talentos "Porto.forTalent" (Armis Group, Blip, Euronext, Farfetch, IT Sector, Mindera, Prozis, Readiness IT, Vestas e Voltalia).

Mas nem só deste corner se faz o Pavilhão "Porto". No mesmo espaço, coabitam várias realidades do universo municipal, que convidam à descoberta, como já o fez logo às primeiras horas o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira.

Chamando todos os anos várias nacionalidades à cidade, o festival fecha este primeiro dia no palco que lhe dá nome (NOS) com a atuação da norte-americana Solange. Entre os destaques da noite, já subiram ao palco do Super Bock os MorMor, Stereolab estrearam-se no Palco Seat e Photonz pisou o novíssimo Primavera Bits.

Nos próximos dois dias, mantém-se a garantia de boa música e boa disposição, naquele que é também considerado o festival mais verde do país, tanto pelo enquadramento no Parque da Cidade como pela vertente ecológica que encerra.