Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Prós e contras do consumo assistido
08-03-2016

Consumo assistido na toxicodependência foi tema de um debate organizado pela Assembleia Municipal do Porto ontem à noite, no auditório Isabel Alves Costa, no Rivoli, numa iniciativa votada por unanimidade naquele órgão.


A discutir o tema estiveram Luís Fernandes, professor da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP), João Curto, diretor da Unidade de Desabituação de Coimbra da Administração Regional de Saúde do Centro e presidente da Associação Portuguesa de Adictologia, Teixeira de Sousa, psiquiatra e antigo dirigente do Instituto da Droga e da Toxicodependência (IDT), José Queiroz, diretor executivo da Agência Piaget para o Desenvolvimento (APDES) e Ernesto Paulo Fonseca, mestre em Psicologia pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto, docente do ISCSN e da Faculdade de Direito e da Escola de Criminologia da Universidade do Porto.


A moderação do painel foi da responsabilidade do presidente da Assembleia Municipal do Porto, Miguel Pereira Leite.


De referir que os oradores foram convidados pelas diferentes forças políticas com assento na Assembleia Municipal e que a iniciativa foi aberta ao público, que pode, também, intervir.