Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Projeto Música para Todos contribui para o sucesso escolar dos jovens do Porto
16-01-2020
O ambiente era de grande euforia entre pais e alunos do Agrupamento de Escolas do Cerco do Porto, durante a cerimónia de entrega dos instrumentos aos 28 novos estudantes do 5.º ano que passam a integrar o projeto "Música para Todos", que decorreu ao final do dia de ontem, nos Paços do Concelho.

Após a oferta dos instrumentos, tomaram a palavra a madrinha da edição deste ano, a cantora e compositora Marta Ren, e o presidente da Câmara, Rui Moreira, tendo a artista começado por declarar como "muito importante, para mim, ser madrinha desta iniciativa".

Dirigindo as suas palavras aos homenageados da noite - os alunos - Marta Ren apontou que "vocês tiveram direito a instrumentos e vão poder tocar e desenvolver a vossa arte". Enquanto cantora, mas também como compositora, a artista deixou uma mensagem aos novos elementos da iniciativa "Música para Todos", afirmando que "precisam de tocar o vosso instrumento todos os dias; para alguns não vai ser fácil, pois não vão sentir uma evolução imediata, mas é preciso insistirem e não desistirem até terem resultados".

Por sua vez, Rui Moreira agradeceu a presença de todos, e da cantora Marta Ren em particular, destacando que "é com muita satisfação e gosto que abrimos, mais uma vez, a Câmara Municipal do Porto a todos os portuenses para a realização da cerimónia de entrega dos instrumentos musicais aos novos alunos que integram a décima edição do projeto Música para Todos".

O presidente afirmou, também, a importância deste projeto, pois "contribui para o sucesso escolar dos alunos e é um desafio para todos os intervenientes no sistema de ensino".

O Música para Todos continua a ser um projeto que contribui para o sucesso escolar, e é um facto que vários são os fatores que podem influenciar o rendimento escolar dos alunos, mas a educação e o ensino artístico, em particular a música, tal como salientado por Rui Moreira, "assume um papel preponderante para que os alunos possam encontrar o pleno desenvolvimento do seu potencial como alunos e como cidadãos".

O autarca, uma vez mais, agradeceu e enalteceu o esforço e o tempo que os encarregados de educação e os pais dedicam no apoio aos seus educandos neste projeto, urgindo os alunos a "tocarem todos os dias, porque vai valer a pena".



A atuação da Orquestra Juvenil da Bonjóia, que interpretou temas como "Voyage entre amis", de Kevin Dauzat, "Help" e "Ob-La-Di, Ob-La-Da", dos Beatles, foi um dos momentos altos da cerimónia.

Estiveram também presentes na sessão o diretor do Agrupamento de Escolas do Cerco, Manuel António Oliveira, o diretor do Curso de Música Silva Monteiro, Professor Álvaro Teixeira Lopes, os patrocinadores deste projeto, Miguel Portela, da Bial, e Rui Pedroto, da Fundação Manuel António da Mota, e ainda o Diretor Regional do Norte do Instituto Português do Desporto e Juventude, Vítor Dias.

Esta iniciativa foi lançada em 2010 pelo Município do Porto, através da Fundação Porto Social, em parceria com o Curso de Música Silva Monteiro e o Agrupamentos de Escolas do Cerco do Porto e do Viso.

O principal objetivo do projeto é a promoção do ensino articulado da música a alunos dos 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico, de Territórios Educativos de Intervenção Prioritária (TEIP) da cidade do Porto, de forma a combater o insucesso e o abandono escolar.