Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Projeto intergeracional uniu instituições num concerto com "Ecos da Ribeira"
15-06-2018
Cerca de 100 crianças e seniores de várias instituições protagonizaram esta tarde, no átrio da Casa do Infante, o concerto "Ecos da Ribeira". O espetáculo resultou do projeto "A Casa vai a Casa", promovido no âmbito do programa municipal SIMCidade.

Para o responsável pelo pelouro da Educação, Coesão Social e Habitação, Fernando Paulo, este tipo de dinâmica artística e social contribui para aumentar entre os grupos participantes "o sentido de pertença à cidade e sua cultura", bem como fomenta a colaboração entre instituições. Tem ainda a "capacidade de aproximar gerações".

Pelo seu alcance e transversalidade, o Programa SIMCidade envolve serviços municipais das áreas de Educação, Cultural, Ambiente e Desenvolvimento Social. O projeto "A Casa vai a Casa", por seu turno, é desenvolvido em parceria com a Fundação Casa da Música, que promove o trabalho interinstitucional e intergeracional utilizando a música como elemento facilitador da construção de afetos, identidade comunitária e inclusão social.

"Ecos da Ribeira" foi a história nascida ao longo das oficinas dinamizadas por formadores da Casa da Música. Nas sessões, realizadas ao longo do ano letivo, participaram utentes do Jardim de Infância do Falcão - Agrupamento de Escolas do Cerco do Porto, do Centro de Dia Bom Pastor - Cruz Vermelha Portuguesa, da Associação Social e Cultural de S. Nicolau, do Centro de Dia do Centro Social da Sé Catedral, do Centro Social do Cerco e do Jardim de Infância do Lagarteiro - Obra Diocesana de Promoção Social. Hoje o resultado final, em forma de festa-concerto, foi partilhado com familiares, amigos e público em geral.