Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Projeto Embrulha evita desperdício alimentar de 12,7 toneladas em 2018
17-01-2019

Os resultados finais de 2018 do projeto Embrulha já são conhecidos. Foram recuperadas 12,72 toneladas de alimentos nos restaurantes, o que significa que menos 2,67 toneladas de dióxido de carbono (CO2) foram emitidas para a atmosfera.


A iniciativa conjunta da Câmara do Porto e Lipor, lançada em setembro de 2017, conta até ao momento com a adesão de 68 restaurantes. No total, foram distribuídas 34 663 embalagens pelos clientes que as solicitaram, cada uma com capacidade para preservar, em média, 360 gramas de alimentos aptos para consumo.

Segundo o balanço do primeiro semestre de 2018, os números apontavam para uma poupança na ordem das 3,7 toneladas de alimentos, evitando a libertação de 780 quilos de CO2.

Agora, os resultados finais apontam para um segundo semestre com resultados francamente superiores aos atingidos durante a primeira parte de 2018, fator que não só anima a continuidade do projeto como também estimula a sua disseminação a outros estabelecimentos de restauração.

O Embrulha consiste em disponibilizar, gratuitamente, embalagens biodegradáveis aos restaurantes que tenham a apresentação, preferencialmente, com serviço à travessa. Quando um cliente "não come tudo", embrulha e leva para casa o que sobrou da refeição. Simultaneamente, pretende-se reavivar/recuperar junto do cidadão o comportamento de levar para casa, comodamente e sem preconceito, as sobras alimentares.

Além dos restaurantes, são parceiras do projeto a APHORT (Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo) e a gestora de resíduos Hidurbe.