Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Matadouro na Trienal de Milão
31-03-2016

A 21.ª Trienal de Artes, Design e Arquitetura de Milão, em Itália, vai ser palco para a apresentação internacional do projeto do Matadouro de Campanhã, que a Câmara do Porto irá brevemente concretizar e que promete criar um pólo de atração económico e cultural transformador, com considerável impacto na coesão social e territorial.


A apresentação decorrerá no dia 14 de abril, na Biblioteca del Progetto, à qual se associa também o lançamento da publicação Porto Before Porto, que explica o projeto de arquitetura, as principais linhas de programação do Matadouro, reunindo ainda dois ensaios sobre a cidade comissariados ao escritor Valter Hugo Mãe e ao curador João Laia. Esta publicação acompanha a revista PLI Arte e Design, editada pela ESAD - Escola Superior de Artes e Design.


O projeto Matadouro, que tem vindo a ser trabalhado há mais de um ano por uma equipa multidisciplinar da autarquia liderada por Rui Moreira, será apresentado neste importante certame internacional, graças a uma parceria com a ESAD.


O Pavilhão de Portugal na Trienal de Milão, que inaugura a 2 de abril e se prolonga até 12 de setembro, terá este ano uma área de 225 m2, situa-se no Museu Nacional da Ciência e Tecnologia Leonardo da Vinci. No espaço será exibido o projeto português Objects after Objects, comissariado por José Bártolo e com curadoria dos arquitetos Roberto Cremascoli e Maria Milano.


A presença portuguesa destaca-se por ser a única a envolver uma escola superior de design, a ESAD, por ter uma presença de arquitetura efémera autoconstruída no exterior e por apresentar uma programação disseminada, com eventos paralelos em espaços diversos em Milão e Portugal, entre os quais se conta a apresentação que a Câmara do Porto fará do projeto para o antigo Matadouro Industrial de Campanhã, a 14 de abril.