Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Projeto artístico com apoio do Shuttle está exposto em Santiago de Compostela
31-08-2019
"Terra Rara", um dos projetos apoiados pelo programa de estímulo à internacionalização artística Shuttle, está em exposição em Santiago de Compostela durante este fim de semana.

A exposição de Hugo de Almeida Pinho, com curadoria de David Revés, está patente na Fundación DIDAC - DARDO Instituto do Deseño e das Artes Contemporáneas. "Terra Rara" apresenta o terceiro momento de uma pesquisa em torno das relações estabelecidas entre a tecnologia, o humano e a natureza.

O artista desdobrou o seu trabalho e investigação numa arqueologia da tecnologia - com base "em certos tipos de minerais naturais que estão na sua base e que, por isso, desencadeiam na contemporaneidade processos sociais, biológicos, económicos e políticos complexos" - e num mapeamento especulativo e crítico "de movimentos ao nível das imagens produzidas pelos dispositivos da técnica e da tecnologia e pelos sistemas de arquivo e exposição, nas suas vertentes relacionais e simbólicas".

Hugo de Almeida Pinho é licenciado pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto e pela Marmara Universitesi, em Istambul, e vive e trabalha no Porto. Tem apresentado o seu trabalho em exposições coletivas e individuais desde 2008, das quais se destacam as individuais "Paradox of Plenty", na Künstlerhaus Bethanien (Berlim, 2019), e "Pedra Pedra", na Appleton Box (Lisboa, 2018).

Em 2019, o programa Shuttle apoiou sete projetos: em abril, "Boca Muralha", de Catarina Miranda, foi apresentado no Palais de Tokyo, em Paris; "El Futuro ya ha comenzado", do Coletivo de Curadores, integrou a programação da XIII Bienal de Havana; e o projeto "Camerata Nov'Arte: digressão à Eslováquia 2019", da associação Momentos Oblíquos, apresentou três concertos nas cidades de Bratislava, Levice e Zvolen, na Eslováquia. Outras apresentação incluíram "Gli Orati_The Speakers", de Sérgio Leitão, no Palazzo Bembo, em Veneza; "Em Posições de Dança", de Paulo Aureliano da Mata, no Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica, no Rio de Janeiro; "ONEby1", de Ana Renata Polónia e Nuno Pimenta, na Quadrienal de Praga; e "I know it when I see it", de Carlos Azeredo Mesquita, no Maschinenhaus Essen.

O concurso Shuttle pretende promover a cultura da cidade e o trabalho de artistas, autores e agentes culturais do Porto no estrangeiro, sendo um dos projetos integrantes da PLÁKA. Com uma verba anual de 30 000 euros, que prevê a atribuição de bolsas de apoio entre os 1 500 e os 7 500 euros, o programa apoiou no ano passado 10 projetos nas áreas de "Artes visuais e curadoria", "Performance e composição musical", "Tradução e criação literária e ensaística" e "Artes performativas".