Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Porto na educação ambiental
23-10-2015

Foi ontem apresentado o Programa de Educação Ambiental para o ano letivo 2015/2016, na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, numa sessão que juntou a comunidade docente e uma rede de parceiros institucionais que aproveitaram esta ocasião para efetuar um balanço das atividades desenvolvidas no âmbito do programa de educação ambiental do ano letivo 2014/2015, que mobilizou mais 47 mil participantes, na sua grande maioria jovens. Durante esta apresentação, estiveram expostos os trabalhos e projetos de educação ambiental realizados no ano passado.

 

O Programa de Educação Ambiental da Câmara do Porto tem vindo a destacar-se em todos os municípios da área metropolitana, pela capacidade que possui de garantir uma oferta consistente, sem descontinuidades ou desvios à preocupação fundamental da autarquia, que é, promover a mudança de comportamentos e transformar os mais jovens em adultos ambientalmente responsáveis e solidários.

 

Esta estratégia tem passado pela dinamização de uma matriz comum de cerca de 20 oficinas ambientais, que abordam as temáticas mais prementes e são dinamizadas diariamente e em regime totalmente gratuito nos seis Centros de Educação Ambiental da Câmara do Porto: Quinta do Covelo, Parque da Pasteleira, Núcleo Rural do Parque da Cidade, Palácio de Cristal, Parque de S. Roque e Quinta da Bonjóia.


Esta matriz do programa é complementada com outros projetos que procuram comunicar e interagir de forma distinta com os restantes segmentos-alvo (famílias, população universitária, população sénior, população com necessidades especiais, entre outos), de que são exemplo o programa "Ambiente em família", as  "Oficinas Sazonais" (a decorrer durante as férias escolares), o programa de palestras "A falar é que a gente se ambienta", o roteiro de comemorações temáticas (Semana da Energia e Ambiente), concursos e desafios pedagógicos como a "À velocidade do Sol"), entre muitos outros exemplos.


No final desta apresentação, foi oferecida aos presentes uma "Eco-Agenda" que tem o objetivo de funcionar como um suporte mais durável e uma ferramenta de iniciação e consulta às diferentes temáticas ambientais e às principais frentes de atuação da autarquia na área do Ambiente, no que se refere a assuntos tais como a biodiversidade, alterações climáticas, ruído, qualidade do ar, mobilidade, linhas de água e bandeira azul, gestão de resíduos, espaços verdes ou bem-estar animal.