Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Presidente da República reflete sobre natalidade em colóquio realizado no Porto
07-09-2018
"O Porto é um centro natural do encontro entre passado, presente e futuro", disse hoje o Presidente da República durante a sua intervenção na conferência "Desafios Demográficos: A Natalidade".

A iniciativa, onde esteve também o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, é da responsabilidade do Conselho Económico e Social (CES), e decorreu durante esta sexta-feira na Fundação Eng.º António de Almeida, no Porto.

Marcelo Rebelo de Sousa elogiou a escolha da Invicta enquanto palco do evento, aludindo ao facto do Porto ser um "centro de encontro" também em "trabalho e iniciativa empresarial", em "economia e sociedade".

Falando do "mais rigoroso inverno demográfico" apontado pelas previsões, o Chefe de Estado ressalvou que só "um desenvolvimento sustentável e, portanto, duradouro em crescimento, emprego e qualidade de existência garante efetivo horizonte de mudança".

"As melhores políticas de família, de natalidade e no domínio do envelhecimento, de pouco valerão se tivermos crescimento de um, dois ou três anos apenas, e um crescimento acompanhado de emprego e correção de assimetrias, que se traduzam numa elevação de qualidade nos patamares de existência nos nossos indicadores humanos".

A atuação neste domínio deve ser "uma causa nacional", segundo o Presidente da República, e "não é monopólio de nenhum partido ou parceiro social".

A conferência pretendeu lançar a discussão e reflexão sobre aquele que é um dos principais desafios demográficos da atualidade: a natalidade.

O declínio da fecundidade em Portugal; A conciliação da atividade profissional com a vida familiar; A maternidade e paternidade: motivações e intenções. A importância da idade ao nascimento do primeiro filho; ou As especificidades regionais da natalidade foram alguns temas em debate.

O encontro juntou vários especialistas em Demografia, membros do Governo, o presidente do Conselho Económico e Social, António Correia de Campos, parceiros sociais, academia e sociedade civil.