Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Presidente da Câmara defende criação do Iberolux
30-01-2020
Rui Moreira revelou esta tarde que gostaria que houvesse uma aproximação mais efetiva entre Portugal e Espanha e defendeu a formação "de um Iberolux". O presidente da Câmara do Porto falava à EFE, principal agência noticiosa de Espanha, à margem do Cities Forum 2020, que decorre na cidade até esta sexta-feira.

Uma espécie de Benelux, adaptado ao espaço ibérico, resultado de "uma estratégia coordenada entre Portugal e Espanha". A ideia do Iberolux foi hoje lançada pelo presidente da Câmara do Porto, quando desafiado a falar sobre o posicionamento da cidade nos contextos europeu e ibérico.

Sublinhando que o Porto sempre foi uma cidade virada para a Europa e para o futuro, e convicto também de que "o projeto europeu está vivo e de boa saúde e tem agora novas apostas", desde logo a aposta na sustentabilidade (tema, aliás, central, na iniciativa que traz à cidade do Porto cerca de 800 líderes europeus), Rui Moreira disse que enquanto países do sudoeste europeu, está na altura de Portugal e Espanha avançarem com uma cooperação mais estreita a vários níveis.


"Durante centenas de anos vivemos de costas voltadas, com enormes desconfianças. Felizmente, essa realidade hoje já não existe. A ligação entre as nossas cidades transfronteiriças é óbvia. Falamos um idioma que não é o mesmo, mas entendemo-nos. Temos um espaço ibero-americano que é essencial para ambos os países. Falta agora fazer o trabalho de construir o Iberolux", declarou o autarca. A forma como se materializaria essa cooperação também poderia envolver a comunicação social, no sentido de um maior intercâmbio de informação, propôs.

Rui Moreira, que recebeu há dois dias o Master de Oro do Real Forum de Alta Dirección, de Espanha, instituição que quis atribuir o prémio ao presidente da Câmara do Porto, para distinguir a sua liderança e o seu preponderante papel "no rumo ao desenvolvimento e afirmação internacional" do Porto, assinalou também à agência EFE a importância que o turismo espanhol tem para a economia da cidade. "O maior número de visitantes que temos são espanhóis. E são bons turistas: gostam de fazer compras, comer e beber", aferiu o autarca.

O presidente da Câmara do Porto sublinhou ainda a relação muito próxima entre o Norte de Portugal e a Região Norte de Espanha, que já praticamente dá como certa a ausência de fronteiras, como outro argumento para a criação do Iberolux, e assinalou o diálogo profícuo que mantém com o presidente da Junta da Galiza, Alberto Nuñez Feijóo, a quem, aliás, já atribuiu a Medalha Municipal de Honra da Cidade, em 2017.