Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Presidente da Câmara de Leiria esteve no Porto para conhecer o plano de resgate do espaço público
14-07-2020

O presidente da Câmara de Leiria, Gonçalo Lopes, e elementos da sua equipa de vereação, reuniram nesta segunda-feira com o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, na Casa do Roseiral. O objetivo do encontro, solicitado pelo autarca da Região Centro, visava a partilha de informação relativamente ao plano municipal de resgaste do espaço público. Ambiente, urbanismo e mobilidade foram os restantes temas abordados na reunião.


O exemplo da cidade do Porto no que diz respeito à sustentabilidade, seja ela, como o próprio nome indica, de cariz ambiental, mas também no que encerra relativamente a questões sobre mobilidade e urbanismo, estiveram no centro da conversa que motivou a vinda do autarca de Leiria à Invicta.

Com efeito, o Município do Porto foi pioneiro ao apresentar, no final de mês de maio, uma estratégia integrada para devolver espaço público aos cidadãos, condicionando, aos fins de semana, em artérias do centro e da Baixa, o seu uso a veículos motorizados, à exceção de transportes públicos, e mesmo dentro deste grupo com o conforto de saber que a frota da STCP está cada vez mais verde

Sem segredos, Rui Moreira, o vereador do Urbanismo, Pedro Baganha, e a vereadora dos Transportes, Cristina Pimentel, partilharam a fórmula que, fundamentalmente, reside numa grande dose de coordenação entre vários serviços municipais, da mobilidade ao urbanismo, passando pela operacionalização da Polícia Municipal, que no terreno monitoriza o cumprimento das regras sinalizadas no interior das zonas pedonais temporárias, tal como o faz, igualmente aos fins de semana, nas avenidas atlânticas e nas avenidas ribeirinhas, onde peões e ciclistas ganharam mais espaço de circulação. 

Também desde junho, a cidade tem a funcionar o sistema de regime de partilha de modos suaves, vulgo bicicletas e trotinetas, resultante de um regulamento pioneiro que permitiu evitar, por antecipação, problemas relatados por outras cidades europeias, entre as quais Lisboa, devido ao uso indevido destes meios de transporte com grandes vantagens no meio urbano, desde logo por reduzir drasticamente a pegada ecológica.

Este relato, a par das medidas que o Município do Porto tem adotado para respeitar o compromisso do Pacto dos Autarcas para o Clima e Energia, que consiste no objetivo de reduzir as suas emissões de CO2 em 50% face a 2004, também estiveram em cima da mesa da reunião. Projetos como o Porto Solar, para a instalação de sistemas fotovoltaicos em edifícios públicos, maioritariamente em escolas, até ao investimento na substituição de toda a iluminação pública municipal por tecnologia LED, passando pela mudança da frota municipal para veículos elétricos ou híbridos plug-in, foram transmitidos por Rui Moreira ao seu par de Leiria, o socialista Gonçalo Lopes.