Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Prémio João de Almada 2014
11-11-2014

O Prémio João de Almada 2014 foi atribuído à recuperação do edifício na Rua Alexandre Braga, nº 94, da autoria dos arquitetos Francisco Barata, Nuno Valentim e José Luís Gomes, do Centro de Estudos da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto, e propriedade da Fundação Instituto Arquiteto José Marques da Silva (FIMS).


O júri, presidido pelo Vereador da Cultura, Paulo Cunha e Silva, decidiu, por unanimidade, premiar a renovação do edifício projetado nos anos 20, por considerar que constitui o melhor exemplo de uma recuperação discreta e atenta, num imóvel simbólico, associado a uma frente urbana de características notáveis.


O galardão foi entregue ontem pelo Presidente da Câmara Municipal do Porto, numa cerimónia que também serviu para inaugurar uma exposição onde podem ser vistas as 22 propostas concorrentes que fizeram parte da 15ª edição do Prémio que tem como grande objetivo incentivar e promover a recuperação do património arquitetónico da cidade.


Na sua intervenção, Rui Moreira sublinhou a importância da recuperação arquitetónica dos pequenos edifícios espalhados pela cidade e não apenas os equipamentos de vulto. "Conservar e restaurar o património arquitetónico de uma cidade é proteger as suas gentes e vivências, é projetar um futuro com equilíbrio, sustentabilidade e garantias de continuidade", disse.


Para Nuno Valentim, um dos arquitetos vencedores, este prémio constitui "uma motivação importante para as boas práticas e para o reconhecimento das boas práticas na cidade". O arquiteto explicou ao Porto.pt que o projeto partiu de um estudo profundo da história do edifício, das suas funções e do estado de conservação que apresentava. "A partir desse diagnóstico e recolha histórico-arquivista, foi montada uma estratégia muito adaptada piso a piso".


O prédio vencedor foi projetado pelo arquiteto José Marques da Silva, entre 1923 e 1928, para rendimento do próprio. A obra de reabilitação resultou do interesse da FIMS em preservar o edifício, com uma viabilidade económica apoiada no arrendamento das frações., num investimento na ordem dos 280 mil euros.


O júri, que inclui representantes de várias entidades como a Direção Regional de Cultura do Norte, a Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto, a Ordem dos Arquitetos e a Associação Regional de Proteção do Património Cultural e Natural, atribuiu (também por unanimidade) uma Menção Honrosa à recuperação do Edifício na Rua de António Cândido, 167-187, da autoria dos arquitetos Adriano Pimenta e Octávio Queirós, propriedade de ODLACA - Gestão e Investimentos Imobiliários, Lda., bem como uma outra Menção Honrosa, "ex-aequo", às obras de recuperação no edifício na Rua de Fernandes Tomás, 539, dos arquitetos Vitório Vasconcelos Leite e Catarina Ribeiro, propriedade de VIMARDOMUS Investimentos Imobiliários, SA., assim como do edifício na Rua do Almada, 528-530, da arquiteta Cristina Campilho e propriedade desta e de João Pinheiro.


Ao trabalho premiado será entregue o valor de oito mil euros, cabendo dois mil ao proprietário e seis mil ao arquiteto responsável pelo projeto e obras de recuperação.


O Prémio João de Almada foi atribuído pela primeira vez em 1990 à recuperação do Edifício do Círculo Universitário do Porto, obra de Fernando Távora. De então para cá foram galardoadas as obras do Edifício da Ordem dos Arquitetos (Helena Rente, José Carlos Portugal e Tiago Falcão), do Teatro Nacional de S. João (João Carreira), do Teatro Municipal Rivoli (Pedro Ramalho), da Ilha das Aldas (Pedro Mendes), do Edifício na Rua da Cerca, 5-7 (Barbosa & Guimarães), do Palacete Boaventura de Sousa (António Portugal & Manuel M. Reis), do Palácio das Artes (Alfredo Ascensão & Paulo Henriques) e da Escola Secundária Clara de Resende (Carlos Prata).


Exposição: "Recuperação do Património Arquitetónico da Cidade do Porto"

Paços do Concelho | Até 12 de dezembro

De segunda a sexta das 10h às 18h