Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Prémio Design de Livro para a obra com que o Porto eterniza Paulo Cunha e Silva
05-09-2019
A designer gráfica Inês Nepomuceno venceu a segunda edição do Prémio Design de Livro, pela obra "751 - O tempo não consome a eternidade", publicada pela Câmara do Porto. O livro sobre o antigo vereador da Cultura, Paulo Cunha e Silva, foi escrito pela jornalista Helena Teixeira da Silva, a pedido de Rui Moreira.

De acordo com o anúncio feito pela Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), promotora do Prémio, a decisão do júri foi unânime.

No comunicado, é referido que Sofia Gonçalves, Vera Velez, Jorge Moreira e Mário Moura viram nesta obra "um sentido inventivo de design, articulando nas suas escolhas formais e técnicas um objeto final económico nos meios, complexo na estrutura e delicado no resultado".

O livro, lançado em junho do ano passado, rompe com o formato tradicional, para, de uma forma completamente nova, contar os 751 dias em que Paulo Cunha e Silva foi vereador da Cultura da Câmara do Porto, até ao seu falecimento, a 11 de novembro de 2015.

É que além da narrativa, que inclui memórias de Helena Teixeira da Silva, testemunhos de pessoas próximas ao antigo vereador, cartas e reproduções de obras de arte, uma segunda leitura pode ser feita em simultâneo através das publicações do Facebook do próprio Paulo Cunha e Silva.

"A escolha dos materiais, a adequação da gramagem do papel, as qualidades táteis traduzem-se num objeto leve e flexível", a que se junta uma "interpretação expressiva, mas discreta", acrescenta o júri do Prémio Design do Livro, sobre a obra "751 - O tempo não consome a eternidade".