Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Praias do Porto ostentam Bandeira Azul e têm Qualidade de Ouro
21-06-2016

No dia em que começou o verão, 21 de junho, a Bandeira Azul foi hasteada nas praias do Porto. A grande novidade deste ano é a conquista de mais uma "Praia com Qualidade Ouro", galardão atribuído pela associação ambientalista Quercus.


Este ano, o galardão, que já vinha sendo atribuído às zonas balneares da Foz e Gondarém, estende-se também ao Homem do Leme. Para receber a classificação de água balnear com qualidade ouro, uma zona balnear tem de ter qualidade de água "excelente" nas últimas quatro épocas balneares e todas as análises do último ano devem passar nos critérios mais apertados da diretiva europeia sobre as águas balneares. Isto significa que todas as zonas balneares do Porto com Bandeira Azul são também de "Qualidade Ouro".


Após a vistoria da Agência Portuguesa do Ambiente, em representação da Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), o Município do Porto manteve o galardão em oito das suas praias. A frente marítima do Porto ostenta a Bandeira Azul em três zonas balneares, numa faixa litoral contínua que se entende desde a foz do rio Douro até à zona balnear do Homem do Leme, abrangendo oito praias de banhos.


A atribuição deste galardão pela ABAE atesta a qualidade das águas balneares e dos areais, assim como dos equipamentos e serviços de apoio. Assim, as praias da Luz, Ingleses, Ourigo, Carneiro e Pastoras (Zona Balnear da Foz); Gondarém e Molhe (Zona Balnear de Gondarém); e Homem do Leme (Zona Balnear do Homem do Leme) foram novamente galardoadas com a Bandeira Azul, atestando o cumprimento de todos os requisitos exigidos.


A zona balnear do Homem do Leme manteve ainda, pelo nono ano consecutivo, o galardão de "Praia Acessível - Praia para Todos", cumprindo os requisitos relativos à acessibilidade para pessoas com mobilidade condicionada, ou seja, as condições aplicáveis às instalações sanitárias, às rampas de acesso e às condições de mobilidade na água, através da existência de um veículo próprio (cadeira anfíbia).


A Zona Balnear do Castelo do Queijo é a única que não tem nenhum dos galardões, mas que, ainda assim apresenta uma qualidade "boa" para a prática balnear (para a Bandeira Azul é necessário qualidade "excelente").