Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

PR elogia o Norte e a iniciativa privada no aniversário da AEP
15-05-2019
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, fez "um elogio ao Norte, um elogio à iniciativa privada e outro ao presidente da AEP", Paulo Nunes de Almeida, no jantar de aniversário da associação, realizado na noite de ontem, terça-feira.

A sessão concluiu as comemorações do 170.º aniversário da Associação Empresarial de Portugal e juntou nas instalações da empresa de Vinho do Porto Casa Ferreirinha, na ribeira de Gaia, cerca de 200 convidados, entre os quais o Chefe de Estado, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, três ministros, vários empresários, o Bispo do Porto e representantes de associações e universidades.

"Não há como ignorar o peso decisivo do Norte, o espírito decisivo do Porto e, dentro do Norte, o peso específico do Porto, em termos de desenvolvimento económico, justiça social, criatividade, inovação e capacidade de saber antecipar os desafios e projetar os sonhos legítimos do futuro", enfatizou Marcelo Rebelo de Sousa, que atribuiu ali mesmo a Grã-Cruz da Ordem do Mérito Empresarial - Classe do Mérito Industrial ao atual presidente da AEP, Paulo Nunes de Almeida.

O jantar foi também ocasião para a AEP entregar a três sócios os diplomas de antiguidade - de 50 anos à Solidal (família Quintas), de 75 à Têxtil Manuel Gonçalves e de 100 à Ach Brito - e distinguir como sócios honorários a Fundação de Serralves (Instituição) e os empresários António Mota (Mota-Engil) e José António Barros, que antecedeu Paulo Nunes de Almeida na presidência da associação.

A associação completou 170 anos no dia 3 de maio. Foi criada em maio de 1849, então com o nome de Associação Industrial Portuense, tendo por objetivo "desenvolver e aperfeiçoar a indústria - instruir e educar as classes laboriosas - introduzir entre nós auxílio mútuo e o melhoramento da condição dos operários - e todas as vantagens legaes que a indústria possa obter d'uma tal reunião".

Hoje, com a designação AEP - Associação Empresarial de Portugal, Câmara de Comércio e Indústria, a instituição continua focada "nas Empresas e na valorização da atividade empresarial, pilares fundamentais do desenvolvimento económico e social de Portugal".